Viagem de Moto Viagem de Moto Inspirando viajantes

Primeiro voo dos Patos Selvagens

Viagem de moto peru

Saímos de Cusco em direção a Puno, cidade que fica nas margens do Lago Titicaca, divisa do Peru com a Bolívia. Demoramos um pouco, até que acertamos o hotel, colocamos a bagagem nas motos – todos nós usamos bauletos, o que facilita essa tarefa, e abastecemos.

Viagem de moto Peru e Chile

De manhã fomos tomar café para a etapa do dia e encontramos duas moças no restaurante falando português. Conversei com elas e descobri que eram gaúchas passeando também por aqueles lados. Falei que estávamos de moto, elas admiraram a distância percorrida por nós e nos convidaram para visitar o Rio Grande do Sul. Um passeio pelo Sul ainda está nos nossos planos.

Viagem de moto até o Chile

O dia amanheceu muito bonito. Nenhuma nuvem, céu claro e azul profundo. Tomamos café em uma lanchonete próximo ao hotel e fomos fazer o câmbio para a moeda local. Decidimos não comprar o seguro SOAPEX, o equivalente ao “Carta Verde” para o Chile, pois não conseguimos achar um local de venda e achamos que não compensaria. Esse seguro é vendido pela internet. Ver aqui).

Viagem de moto Deserto do Atacama

Eu estava com uma ótima expectativa para esse dia pois seria um pouco diferente. Iríamos juntos até Tocopilla pela “Ruta” 1. De lá, eu e o Rogério iríamos até Antofagasta para conhecer a “Mano del Desierto” e o José Maurício e o Douglas, iriam para Calama e San Pedro do Atacama onde nos encontraríamos no dia seguinte.

Viagem de moto Deserto do Atacama

Estávamos sem programa para a manhã do dia seguinte. Olhando o Vulcão Licancabur, que parecia tão perto, chamei os companheiros para ir lá dar um passeio. O Douglas não animou, então fomos nós três. Ele parecia perto, mas estava a 48 km. Saímos de 2.500 para mais de 4.400 metros de altitude. Estava frio, mas a vista do topo nevado do vulcão foi incrível.

Viagem de moto pela Argentina e Chile

Devido ao frio da noite e à chuva do dia anterior, pensamos que poderia haver gelo na pista, o que tornaria a viagem um perigo, devido ao grande risco de queda. Procuramos a polícia dentro da cidade para pegar informações, mas eles nos encaminharam para “Los Carabineros”, um tipo de Polícia Federal de lá. Passamos pelo posto deles na saída da cidade, mas não conseguimos as informações que queríamos, então resolvemos seguir assim mesmo. Eu não vi gelo na pista, mas meu irmão disse que viu.

Viagem de moto pela Argentina

De Resistência tínhamos a opção de voltar pelo interior do Paraguai, mas a exemplo da Bolívia, também preferimos evitar, pelos relatos que vimos de viagens por esses dois países. Torcemos para que a situação deles melhore e que possamos fazer viagens de moto também lá, com mais segurança.

Página 2 de 3

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.