Primeiro voo dos Patos Selvagens

Eu estava com uma ótima expectativa para esse dia pois seria um pouco diferente. Iríamos juntos até Tocopilla pela “Ruta” 1. De lá, eu e o Rogério iríamos até Antofagasta para conhecer a “Mano del Desierto” e o José Maurício e o Douglas, iriam para Calama e San Pedro do Atacama onde nos encontraríamos no dia seguinte.

Estávamos sem programa para a manhã do dia seguinte. Olhando o Vulcão Licancabur, que parecia tão perto, chamei os companheiros para ir lá dar um passeio. O Douglas não animou, então fomos nós três. Ele parecia perto, mas estava a 48 km. Saímos de 2.500 para mais de 4.400 metros de altitude. Estava frio, mas a vista do topo nevado do vulcão foi incrível.

Devido ao frio da noite e à chuva do dia anterior, pensamos que poderia haver gelo na pista, o que tornaria a viagem um perigo, devido ao grande risco de queda. Procuramos a polícia dentro da cidade para pegar informações, mas eles nos encaminharam para “Los Carabineros”, um tipo de Polícia Federal de lá. Passamos pelo posto deles na saída da cidade, mas não conseguimos as informações que queríamos, então resolvemos seguir assim mesmo. Eu não vi gelo na pista, mas meu irmão disse que viu.

Página 3 de 3

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.