Viagem de volta ao mundo de moto

O bielorrusso Vladimir Yarets tem 69 anos e é a primeira pessoa surda e muda com determinação e coragem para realizar um feito: uma viagem de volta ao mundo em uma moto. Ele já passou por 69 países, incluindo o Brasil em maio de 2010, e já percorreu mais de 302.000 km de estradas dos cinco continentes.

Viajar sempre foi o maior sonho de Vladimir. Ele começou em 1967, percorrendo a totalidade do território da antiga URSS. Na ocasião, as autoridades soviéticas proibiam a emissão de licença para condução de motocicletas para surdos. No entanto, isto não o impediu de buscar seus sonhos. Foi para a estrada sem autorização e, ao retornar para casa com um pacote cheio de recortes de jornal testemunhando a sua "maratona", as autoridades locais finalmente se convenceram e lhe concederam a licença para dirigir. Sua família imaginou que o pai e marido inquieto se acalmaria com sua façanha, mas Vladimir sentia que isso não era suficiente.

A viagem de volta ao mundo foi iniciada no dia 27 de Maio de 2000, em Minsk, capital da República da Bielorrússia. Depois de viajar por toda a Europa, dirigiu-se para Marrocos e Ilhas Canárias. A viagem foi retomada a partir de um ponto exótico do mapa do mundo - Venezuela, após o que visitou a Ilha de Santa Lúcia e Porto Rico. Uma balsa levou sua moto para a República Dominicana, abrindo novos rumos para sua viagem - Haiti, Jamaica e Cuba. Após isto, o aventureiro bielorrusso seguiu rumo à Flórida, EUA. Depois de um bom tempo nas estradas americanas, ele conseguiu visitar todos os estados daquele país, com exceção do Alaska e Havaí.

Uma pequena cidade americana, Peoria (Rota 66), acabou por ser um ponto trágico da viagem de Vladimir Yarets. Ele foi forçado a ficar lá por muito mais tempo do que o inicialmente esperado - quase um ano. Em 13 de outubro, 2003, com o mau tempo e vento forte que soprava furiosamente, a moto de Vladimir colidiu com um caminhão. O viajante foi socorrido pela população local e levado para o hospital mais próximo com várias fraturas. Atualmente ele está de volta às Ilhas Canárias.

Estas e muitas outras histórias do motociclista bielorrusso podem ser acompanhadas em seu site http://yarets.com/

Comentários (1)

This comment was minimized by the moderator on the site

Tive o prazer de recepcionar o Russo (Vladimir), aquí no Rio de Janeiro. Foram 5 dias de total aventura. Poder estar ao lado dessa pessoa, foi uma experiencia sem igual. A comunicação era na base da mimica ou escrita num papel, em ingles. Conseguí convence-lo à ir até Manaus, e de lá até Caracas. Até que ele gostou da sugestão, e fez esse trajeto. Através do Consulado da Bielorússia, fiquei sabendo que ele chegou bem. Que venham novos russos... Motociclista tem prazer em ajudar outro motocilcista. Estamos na mesma estrada...

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia

Mais viagens pelo Mundo

Discover Our Earth

Depois de oito meses e meio na estrada, atravessar cinco continentes e percorrer mais de 64000...

21 estradas incríveis do mundo para percorrer de moto

Para quem gosta de um desafio, listamos algumas das estradas mais incríveis do mundo para você...

Pelos desertos de fogo e gelo

Desde 1991, o geógrafo, motociclista, aventureiro e especialista em desertos Michael Martin usa os...