Viagem de moto pela Argentina

Hoje teve as 4 estações: sol, chuva, calor e frio. No final da noite, vento muito forte com chuva. Acordei cedo como de costume (logo após as 4h, ainda escuro). Fiz o relato e conclui quando o sol estava nascendo. Como o café inicia às 8h, aproveitei para caminhar. Coloquei uma bermuda, camiseta, tênis e saí.

Quando deixei o hotel (possui aquecimento em todos os ambientes), caí na real: era um pouco depois das 6h e estava um frio danado. Tirei o tênis, entrei na areia e acelerei o ritmo. Caminhei aproximadamente 1h30, debaixo de pouco sol, com vento e frio. Experimentei a água do mar: gélida, como em todas as praias do Rio Grande do Sul para baixo. Ainda não vi ninguém nadando, exceto surfistas com suas roupas de proteção.

Aproveitei e rezei meu terço.

Ao me despedir do Miguel (proprietário do hotel e motociclista), me passou o seu zap e disse que se houver qualquer problema para lhe avisar, que irá acionar o seu grupo e irão me socorrer onde eu estiver... Ainda me passou algumas informações e recomendações úteis sobre o que irei encontrar mais para baixo, a caminho da Tierra del Fuego.

Me alertou também para eu andar sempre com o galão de 5 litros cheio, pois abaixo de Puerto Madryn quase não há cidades/postos, venta demais e o consumo é alto. Preciso ter autonomia de cerca de 400 km no mínimo. Para isto, terei que limitar a velocidade da Gilda ao máximo de 90 km/h, sob o risco (se andar mais rápido) de enfrentar pane seca. 😳

Este companheirismo e solidariedade entre motociclistas aventureiros é show!!! 👏🏍❤🏍

Sainda de San Clemente del Tuyú, parei em um supermercado para comprar água. Estava na fila do caixa quando observei a prateleira... 👇Pütz, não resisti, vinho Malbec por R$5,33?! Comprei uma garrafa e tomei um pouco quando cheguei ao hotel em Mar del Plata. Para meu paladar de cervejeiro, que não entende quase nada de vinhos, achei muito bom!

Choveu e fez frio durante o percurso. Chegando à cidade, parei em um posto Shell super movimentado. Enchi o tanque (caiu um pouco o preço da Super, paguei R$ 3,33/litro) e fui me alimentar. O posto é muito bem estruturado, com um movimento danado, dentro e fora. Quase todas as mesas estavam ocupadas com pessoas fazendo lanche ou almoçando. Tem até lojas dentro. Parece um minisshopping. Fui verificar a refeição. Você pede as carnes da parrilla, eles pesam, você paga, se senta e te levam na mesa. Você tem direito a uma guarnição (pedi arroz e me fudi, pois tudo lá é gelado🙃, exceto a carne).

Como carne pedi "vacio" (fraldinha), só que o corte aqui é mais grosso e a carne mais suculenta que a nossa. Acredito que o vacio seja a carne mais consumida na Argentina, pois em todo lugar tem parrilla para vender. Pedi também um pedaço de matambre de cerdo (porco) para experimentar. A linguiça não, pois tem pimenta 😡.

Por esta refeição saborosa e com uma coca pequena, paguei R$ 17... uma bagatela!

Procurei um hotel no Trivago, achei um 3 estrelas com conceito "fabuloso" nota 8,8 no Booking, muito bem localizado e preço muito bom, por R$ 62.... 😁Cheguei, gostei (antigo, mas muito legal) e me instalei. Como a Catedral está a três quadras do hotel, fui conhecer e ver os horários das Missas. Cheguei às 18h30 e estava no meio da Missa das 18. Logo após começaria a das 19h. Fiquei e participei da Santa Missa das 19h, celebrada pelo bispo. A Catedral está em reformas, mas do que vi é magnífica. Sua arquitetura e construção é a mesma da Catedral da Sé em São Paulo. Seus vitrais são enormes e lindos!

Finalizando o dia, fui jantar no restaurante de peixes e frutos do mar mais famoso de Mar del Plata, o Espigon, que foi construído no final de um pier. Você come vendo e ouvindo o som do mar.

Pedi como entrada tiras de peixe e chopp Quilmes (tomei 2). Pretendia comer um abadejo, mas fiquei satisfeito com a entrada. Então, como normalmente acontece quando tomo uns drinks a mais, embora não goste de doce, meu organismo pede açúcar (🤔), logo solicitei um bombón helado.

Paguei por tudo R$ 50,70. Seguem os preços detalhados como informação.

Anchova (entrada): $131,70 = R$ 9,00
Chopp tirada 330ml: $100 = R$ 6,70
Fritura de pescado surtida: $ 420 = R$ 28,00
Bombón helado (sorvete de creme com caramelo e coberto com chocolate): $ 105 = R$ 7,00

Hasta luego!!!

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia

Mais viagens pela América do Sul

Viagem de Ténéré 250 pelo Sul do Brasil, Uruguai e Argentina

Vou compartilhar com vocês o relato de uma viagem que eu fiz com minha esposa em uma Yamaha Ténéré 250cc....

Motociclista equatoriano em sua viagem de moto pela América do Sul

Jonathan Soto, 28 anos, recém-formado em Jornalismo, optou por um passeio diferente: ele saiu...

Um espanhol de moto pelo Brasil

Um motociclista espanhol que já rodou pelo Brasil muito mais que a maioria de nós brasileiros,...