Viagem de moto até o Deserto do Atacama

Pensa numa reta grande e uma curvinha, agora pensa uma reta maior, depois outra curvinha suave, depois outra reeeeeta e lá vai 4 horas. Pensa em sol forte! Muuuito forte! Pensa num calor forte! Muito forte! Agora pensa na reta, no calor e no sol. Foi a melhor definição que encontrei para o trecho entre Roque Saenz Peña e Jujuy. Depois de quase 8 horas deste jeito, chegamos bem, mas muito cansados. O final foi gratificante.

Saímos às 8h e a estrada estava vazia, com asfalto bom e novo e com muitas obras. No trecho de 30 km antes de Monte Queimado até 30 km depois, a estrada acabou. Muitos buracos grandes, alguns pra quebrar até eixo de carro em um descuido.

Quando paramos para abastecer em J. Victor Gonzales e colar o adesivo dos Dragões, tivemos uma grande surpresa! Encontramos o adesivo da viagem de 2014 do Hermes, Ledinha, Ale e Aline.

Depois do posto, veio enfim a recompensa: passada a longa planície do Chaco, avistamos, longe e imponente, ELA, a cordilheira dos Andes! A primeira vista da cordilheira a gente nunca esquece. Depois fomos nos aproximando e ela cada vez mais bonita. Enfim, estávamos agora a seus pés.

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia

Mais viagens pelo Chile

Viagem do Atlântico ao Pacífico

Dia 21 de abril, quinta-feira, início da viagem. O dia amanheceu bonito e a vontade de viajar de...

Viagem de Moto ao Chile 2015

Nossa viagem de moto iniciou no dia 25 de março de 2015. Eu saí de Curitiba (PR) com destino a...

Atacama, uma nova viagem

No mês de setembro passado, três motociclistas de Guaratinguetá / SP - Flávio, Jacob e Regato -...