Viagem de moto Vale Europeu e Parque Vila Velha

Aos 65 anos, o motociclista goiano Mauro Gomes gosta de viajar de moto com amigos veteranos como ele. O grupo do qual faz parte em Goiânia havia planejado aproveitar o feriado da Semana Santa para conhecer o Vale Europeu e as Serras de Santa Catarina, mas por motivos diversos os companheiros não puderam ir. Entretanto Mauro resolveu seguir para a estrada no dia combinado e fez uma viagem solo pelo Sul do Brasil. No roteiro, o Vale Europeu de Santa Catarina e o Parque Estadual de Vila Velha no Paraná.

Mauro percorreu um total de de 3.166 km e visitou várias cidades que guardam aspectos da cultura e da arquitetura dos colonizadores alemães e italianos, como Joinville, Jaraguá do Sul, Corupá, Pomerode, Blumenau e Nova Trento.

Ele publicou em seu blog EuVôSó muitas fotos da viagem e disse que sentiu falta dos companheiros com quem gostaria de ter compartilhado os lugares incríveis e diferentes que conheceu. Para ver as fotos, clique aqui.

Parque Estadual de Vila Velha

O Parque Estadual de Vila Velha é um sítio geológico situado em Ponta Grossa, no Estado do Paraná do qual é a principal atração turística.

O conjunto de formações lembra uma cidade medieval com seus castelos e torres em ruínas, daí o seu nome. A altura média das colunas de pedra e muralhas é de vinte metros e pode chegar a trinta metros ou mais em alguns pontos, em função do terreno acidentado.

Criado em 1966 para proteger os 18 km² de formações rochosas esculpidas pelas erosões eólica e pluvial, é composto de três sítios vizinhos: os Arenitos; as Furnas e a Lagoa Dourada.

Enquanto os arenitos são uma enorme coleção de grandes blocos esculpidos em formas exóticas, as Furnas são três crateras com paredes verticais, erodidas no solo, a maior delas com cerca de 100 metros de profundidade, metade da qual coberta de água. Todas são ligadas entre si e à Lagoa Dourada, assim chamada pelo efeito criado pela água cristalina e a coloração de suas areias nos poentes.

Vale Europeu

O Vale do Rio Itajaí-Açu foi colonizado por imigrantes europeus, principalmente os alemães, que fundaram Blumenau em 1850. No último quarto do século XIX, os italianos instalaram-se próximo às povoações germânicas já existentes. Os descendentes desses povos preservam os costumes dos antepassados na culinária, na arquitetura, no folclore, nas danças e nas festas. A natureza privilegiada da região propicia inúmeras opções de ecoturismo e turismo de aventura.

Blumenau – a maior cidade da região – e Pomerode – "a cidade mais alemã do Brasil" – são as melhores representantes da colonização germânica no Vale, preservando um pedaço da Alemanha encravado em Santa Catarina. Os italianos, responsáveis pela maior corrente de imigração para o Estado, também se fazem presentes no Vale Europeu, onde fundaram seu primeiro núcleo de colonização, em 1836, situado no atual município de São João Batista. Outras cidades típicas italianas são Rodeio e Nova Trento, onde fica o Santuário de Santa Paulina.

Comentários (1)

This comment was minimized by the moderator on the site

Muitos nessa idade estão jogando dominó, dormindo na cadeira de balanço...Parabéns a esse coroa

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia

Mais viagens pelo Brasil

Viagem de moto do Rio a Prado

O casal Carlos Soares da Silva e Mônica realizou em março uma viagem de moto do Rio de Janeiro,...

De Brasília a Paraty passando pela Estrada Real

Apesar de ter feito algumas pequenas viagens de moto, essa aventura de 3.000 km parecia algo muito...

Expedição Jalapão

Quem tem como hobby viajar sobre duas rodas sabe como é bom sentir o vento no rosto, ter como...