Viagem de moto Argentina e Chile

Acordamos hoje antes do despertador que estava programado para tocar às 7 horas, havia um ônibus de excursão saindo cedo e todos os seus passageiros estavam tomando o café da manhã, imaginem a conversa. Mas não foi nada, assim tivemos mais tempo para arrumar a bagagem.

Logo nos primeiros 80 km já paramos para abastecer as motos na localidade de Patquia, a gasolina estava racionada à $ 30,00 pesos por veículo mas foi o suficiente pra completar nossos tanque. Nesta parada começamos a vestir mais roupas contra o frio que chegou para valer, também aí encontramos dois casais de brasileiros que estão em viagem em seus 4x4 pela Argentina, fizemos algumas fotos e tocamos o barco.

Paramos mais uma vez em um pueblo que não me recordo o nome e tampouco achei no mapa, depois em Chepes para abastecer e lanchar por volta do meio-dia. Aí o frio já estava de matar e nada do sol aparecer, o tempo nublado só fazia aumentar a sensação térmica de frio. Seguimos viagem agora por uma região quase desértica, com muitas rajadas de areia atravessando a pista, vento lateral, uma reta sem fim e aquela paisagem com quase nada a oferecer aos olhos do viajante.

Distante 130 km de Chepes chegamos ao local de martírio de Deolinda Correa, popularmente conhecida como Difunta Correa, a quem se atribui milagres não reconhecidos pela igreja mas, como vimos, atrai uma legião de seguidores que depositam na Difunta seus pedidos milagrosos. Como conta a história que ela morreu de sede com o filho em seus braços a forma de oferenda ou de agrado para que seus pedidos sejam atendidos é deixar uma garrafa de água junto a seu altar, seja este na localidade de Difunta Correa ou nos milhares existentes pelas estradas argentinas. Às vezes até parece que um caminhão de bebidas virou, tamanha a quantidade de garrafas pet depositadas nos pequenos altares espalhados "por las rutas".

Nesta parada, além da gasolina, colocamos as roupas de chuva para nos proteger do frio. Depois de terminada a viagem, foi consenso da dupla que este foi o dia com pior sensação térmica de frio enfrentado, a travessia da cordilheira com - 8 °C foi barbada. A última parada da estrada foi na capital San Juan, bem rápido, sem mesmo tirar os capacetes porque não queríamos entrar a noite viajando.

Era exatamente 17:30 h quando paramos em Mendoza, abastecemos as motos (após esperar o caminhão tanque da YPF recarregar as bombas) para facilitar nossa saída no dia seguinte e fizemos um lanche pois nossa idéia inicial era não jantar porque já estamos a alguns dias abusando na alimentação.

Viagem de moto - Argentina e Chile
Parrillada em Mendoza com os amigos uruguaios Ruben e Fito

Ao chegar facilmente no hotel com a ajuda do GPS já encontramos estacionadas à frente as motos de nossos amigos uruguaios Fito e Ruben, os quais também acabaram de chegar e nos relataram que pegaram muita chuva e frio de 0 °C no trecho de San Luis. Buenas, contrariando nossas espectativas de ficar light nesta noite, a dupla uruguaia nos convence a ir comer um espeto corrido a algumas quadras do hotel, num restaurante próximo ao parque San Martin.

Nesta terça-feira tentaremos atravessar a cordilheira, vamos até Uspallata verificar se "hay paso", a previsão é de - 15 °C e tempo nublado.

Agradeço à todos que estão acompanhando nossa viagem e enviando mensagens, isto só nos fortalece. Desculpe não responder um-a-um, o tempo não me permite, mas saibam que lemos com toda a atenção que é necessária. Um grande abraço.

Assim que chegar a Santiago prometo colocar mais fotos.

Hotel : América, av Juan B Justo nº 812, US$ 50,00 apt duplo, fones 261 4258284/ 4231477/ 4254022

Percorridos 634 km

Comentários (1)

This comment was minimized by the moderator on the site

falai colegas muito bonita a viagem de vcs

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia

Mais viagens pelo Chile

Expedição Atacama

Os motociclistas paulistanos Erick Bocchi e Glauco realizaram no mês de setembro passado uma...

A viagem do conhecimento interior

Conheci o Flávio Morgan na loja da Harley de Belo Horizonte. Ele me procurou porque ficou sabendo...

Escapada Andina

Uma aventura de nove amigos nas Cordilheiras dos Andes rodando mais de 1.800 km com rípio, frio,...