O altímetro marca 2.057msnm ao iniciar a jornada do dia, às 9h, com a saída de La Rioja, capital da província de mesmo nome. O sentido será Oeste, via Patquia, pela RN 38. O destino agora é o parque nacional Talampaya, cujo contorno conduziria a Aimogasta, via Sanagasta.

Cedo, a saída de Aimacha del Valle foi para visitar as ruínas de Quilmes, o que implicou rodar 10 km em ripio. Mas valeu a pena. Na estrada fazia frio; no sítio arqueológico, calor. O vento Zonda do deserto do Atacama é quente e forte o suficiente para reduzir a temperatura de regiões do noroeste argentino.

Ao deixar a cidade de Salta, rumo a Tilcara, aproveitam-se as diferentes versões dos Andes. Nesse trecho, a escolha foi seguir pela RN9, sentido El Cármen. É uma estrada sinuosa e com vegetação abundante, denominada "cornisa", com 70 quilômetros, morro acima.

A limitação de tempo restringiu conhecer apenas os Geysers del Tatio, lagoa de Puritamas, ou Putanas (no passado, havia mineradores italianos no local e estes atraiam mulheres para alegrar o ambiente e essas, no verão, banhavam-se na lagoa: daí o nome) e povoados autóctones andinos, como Toconao, onde os pratos principais disponíveis são o locro e espetinho de carne de llama.

Pagina 1 de 2
Ver mais artigos

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia

Mais viagens pela América do Sul

Duas motociclistas que determinam seus limites

Elas gostam de quebrar paradigmas, tanto na hora de escolher os modelos das suas motos quanto no...

Um casal recifense e 14.875 km de aventura!

Somos Rosana e Luciano, recifenses, que percorremos com nossa moto Honda CB 500X um total de...

Atlântico – Pacífico: As belezas do extremo sul das Américas

A expedição “Atlântico – Pacífico: As belezas do extremo sul das Américas” faz parte de um plano...