Viagem de moto até o Chile – Deserto do Atacama

Saímos de Mendoza em direção a Cordoba. A viagem foi mais cansativa, pois estava muito quente e a paisagem não impressionava tanto como na Cordilheira dos Andes. O que sentimos de diferente foi a mudança do cheiro na estrada, devido à plantação de uvas e oliveiras. Os insetos, que não encontramos no Deserto do Atacama, voltaram para a viseira de nossos capacetes.

E foi um dia estressante. Com 511 km rodados, muitos caminhões, diversas ultrapassagens, não queríamos anoitecer na estrada. Chegamos a Rio Cuatro e resolvemos pernoitar naquela cidadezinha. Ainda faltavam 200 km para Córdoba.

Um fato engraçado que ocorreu no lugar foi que os rapazes saíram para cambiar dólares por pesos e eu e a Rose ficamos no hotel. Eles demoraram muito para retornar e ficamos preocupadas. Quando chegaram, contando que o Helcio e o Igor haviam saído da casa de cambio antes deles e se perderam, custaram a encontrá-los. Ufa, que susto!!

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia

Mais viagens pelo Chile

Expedição Altos Andes

Uma viagem que seis gaúchos estão empreendendo neste momento em quatro motos Honda XRE 300, pela...

Atacama 2020

Final de 2019 se aproximando e vi a oportunidade de uma viagem ao Chile no início de janeiro/2020. O...

Deserto do Atacama

Entre os dias 28 de agosto e 19 de setembro passado, um grupo de cinco motociclistas brasileiros,...