56° dia - 21/06/13 - 6a. feira - Olympia (EUA)/ Squamish (Canadá) 244 milhas/ 390 km.

Mapa dia 56

Após uma pequena mecânica para ajustar a marcha lenta da Road King, pegamos estrada.

Passamos por Seattle, sempre sem parar em sinal, quebra-molas, trânsito, etc., mas conseguimos ver o porte da cidade. Arranha céus, prédios antigos restaurados, praças, um vai-e-vem de carrões e muitos rios com uma infinidade de barcos e lanchas.

Passamos por um pequeno mall de beira de estrada para comprar uma segunda pele para mim na loja Big Five e luva de inverno na Honda para o Ruy.

Rodamos mais um tanto e chegamos na fronteira dos EUA com Canadá! E aí?... Vão nos cobrar para sair do país como em MUITOS países que passamos? Vão nos pedir "N" documentos, fichas e carimbos? Vamos descer das motos e peregrinar por um sem fim de burocratas? Vamos perder umas duas horas da viagem só pra isso? E depois disso tudo vamos fazer tooooda a burrocracia de entrada no outro país, enfrentando uma avalanche de cambistas e oportunistas oferecendo préstimos para "agilizar" os trâmites de migração e aduana das motos?... Deu enjôo só de pensar que teríamos que passar por aquela perda de tempo toda... É claro que sabíamos estar em países do primeiro mundo, mas não deixou de ser surpresa a simplicidade: para sair dos EUA não precisa de NADA. Afinal você está saindo... Para entrar no Canadá só precisa de visto e você nem sai do carro (moto no nosso caso...), apenas o oficial que fica numa guarita checa seu passaporte, faz algumas perguntas, anota a licença do veículo e... PRONTO! Não precisa de mais nada (apenas nosso compromisso de dar saída na nossa volta)! Você está do outro lado! Como é bom estar em países com políticas de migração inteligentes.

CanadaCanadaCanada

No Canadá, passamos por dentro da primeira cidade (Vancouver), não antes de pegar muito engarrafamento. Ao contrário dos EUA, o Canadá não tem a mesma infraestrutura viária. Vancouver nos pareceu muito interessante, mas seguimos adiante e ficamos em Squamish, cidade pequena e charmosa.

O país é bem mais caro mas conseguimos um hotel barato, mas mesmo assim bem mais caro do que estávamos acostumados. Havia uma festa de um D.J. famoso na boate embaixo do hotel e a certeza de muiiiito barulho.

Saímos para comer alguma coisa e nos indicaram um bar/ restaurante super transado com uma uma coleção de cervejas locais.

SquamishSquamish 3Squamish

Voltamos para o quarto e estava aquele subwoofer tipo bate-estaca embaixo do nosso quarto, mas dormimos como umas pedras e não ouvimos mais nada!

Comentários (2)

This comment was minimized by the moderator on the site

Oi Fernando, fantastica a viagem de vocês. Canadá é lindo. O duro vai ser voltar pra nossa terrinha abandonada pelos governantes.....(sem mais comentarios)... Um abraço pra vocês

This comment was minimized by the moderator on the site

Grande Ildeu! Vou é pegar muuuita terrinha daqui pra frente... Serão 1.600km de cascalho solto! Sem dó... Vamos torcendo! Abs pra vc e Cláudia

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia

Mais viagens pelas Américas

De Campinas ao Alaska de moto

Relato de uma grande viagem solo de moto de Campinas (SP) até Prudhoe Bay no Alaska, percorrendo...

Entrevista Luis Plein - Viagem de Moto até o Alaska

No dia 29 de abril próximo os motociclistas gaúchos Luis Plein (58) e Marcelo Spode (50) iniciam...

Rodovia Panamericana

A Rodovia Panamericana é uma rede de estradas que se estende de norte a sul no continente...