Viagem de moto pelo Chile

Santiago nos surpreendeu. Diferentemente da Argentina, somente circulavam carros novos e de grande porte, principalmente Station Wagons (BMW, Mercedes, Volvo, etc.).

No Providência, bairro onde nos hospedamos, ruas arborizadas, onde os prédios construídos privilegiavam áreas livres, com muito verde e plantas bem cuidadas.

Enquanto Sergio e Marcos Pires foram ver a moto, partimos em tour pela cidade. Regina, Vera, Gata e eu fomos inicialmente à agência do Banco do Brasil em Santiago para saque de pesos chilenos. Em seguida pegamos o metrô para visita ao Centro.

Conhecemos a Universidade do Chile, o Palácio La Moneda (Sede do Governo), visitamos a Catedral de Santiago e o Paseo Ahumada, todas atrações ao longo ou próximas da Calle Bernardo O"Higgins. Constatamos tratar-se de uma bela capital, não ficando a dever nada às grandes cidades brasileiras.

Participamos inclusive de uma passeata dos funcionários públicos, com apitaço, pleiteando reajuste salarial.

À noite jantamos e tomamos um vinho no bairro da Providência. A moto de Marcos Pires ainda não possuía diagnóstico sobre o problema apresentado.

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

Mais viagens pela América do Sul

Pioneiros de América

Durante 13 dias, cinco motociclistas integrantes do moto grupo Capitães MC, de Jaboticatubas/MG,...

Viagem de moto pela América do Sul

Quatro brasileiros fizeram em janeiro passado uma viagem de 9.465 km pelas estradas de cinco...

Casal português faz viagem de moto pela América do Sul e lança revista

Após uma viagem de 22 mil quilômetros, durante a qual se aventuraram de moto durante seis meses...