Registro FBN nº 633.833

Seis brasileiros de estados diferentes, cada qual com um apelido de guerra: Carioca-RJ; Bandeira-SP; Gaúcho-RS; Lelé-PE; Índio-MS; Soneca-BA, todos no moto-paraquedismo das FFAA dos EUA. Adicione-se a isso um capitão alemão, mais uma garota judia ex-prisioneira de Auschwitz, e aí estarão os principais personagens desta história que começa quando os EUA entraram na 2ª guerra mundial e esses personagens dela participaram.

Transporte é uma das necessidades básicas que todo e qualquer cidadão tem para poder ir ao seu trabalho e ao seu lazer.

Acontece porém que o trânsito está violento, quase que caótico com muitos acidentes, vários deles graves, e alguns até fatais.

E por quê isso vem acontecendo? Alguns motivos posso afirmar:

Tradicionalmente esta revista vem colaborando para que haja paz no trânsito. Na busca desse objetivo, ela procura esclarecer e orientar motociclistas para que tenham o devido cuidado e respeito quando estiverem utilizando suas motos e evitem que o pior lhes aconteça, ou que eles próprios causem problemas a terceiros inocentes.

Há tempos vem sendo discutida uma delicada questão: "Corredor para motos transitarem, é legal, ou não?".

Alguns dizem não ser permitido, outros afirmam ser tolerado. Mas nessa estapafúrdia confusão do "parece que não sei", motociclistas ficam preocupados e com isso prejudicados.

Acontece finalmente no Brasil a vontade na sua moralização. Fato há muito tempo desejado e esperado pelo povo honesto que trabalha, contribui e cumpre com suas obrigações. Temos acompanhado o Supremo Tribunal Federal mostrar que leis ainda funcionam e aquele que não cumpri-las será agora apenado, seja ele quem for, inclusive posição ou poder que tiver.

Tomamos conhecimento através da mídia sobre a importante declaração de um major da PMRJ que garantiu que os mototaxistas da Rocinha estão finalmente livres da submissão e exploração a que estavam submetidos por traficantes e milicianos que se julgavam 'donos do pedaço'.

A Motocicleta

Era uma motocicleta inglesa de 500cc, dois cilindros, ano 1956. Uma verdadeira "deusa". Há porém um importante detalhe a ser destacado, que é o seguinte:

Ao adquirir essa nova moto, logo de início passei a admirá-la por sentir sua passiva obediência aos meus comandos. E tão especial se tornou, que nos integramos completamente passando a ser um parte do outro.

Como consequência da terrível indisciplina e dos insistentes abusos às regras de trânsito provocadas pelos condutores de veículos, com sérios riscos às suas vidas e também à dos pedestres, várias medidas restritivas vêm sendo tomadas pelos legisladores com o objetivo de discipliná-lo, tornando-o mais racional e humano.

Acompanhando as conquistas que mulheres vêm obtendo nos vários segmentos da sociedade, seja na intelectualidade, na política, esportes e principalmente na atividade que sempre apreciei, motociclismo, parabenizo-as por isso.

Se enfatizei 'motociclismo' prende-se ao fato da minha condição de veterano motociclista, que viu toda transformação ocorrida desde quando as mulheres eram somente garupas, até agora, quando finalmente conquistaram o banco do piloto.

Pagina 1 de 6
Ver mais artigos

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia

Mais textos legais

Comparativo entre os modelos de GPS Garmin Zumo 350LM, Zumo 660 e Zumo 665

O objetivo deste artigo é mostrar as características dos modelos mais comuns de GPS da GARMIN...

Radares Inteligentes

Por ser um veterano motociclista estradeiro, agora aposentado mas ainda pilotando uma gostosa...

Não desista de seus sonhos

Aos amigos e irmãos de estrada, meus cumprimentos. Minha história começa quando eu tinha 13 anos e...