Viagem de moto até a Chapada Diamantina e Itacaré'

O principal cartão postal de Lençóis é o Morro do Pai Inácio. Localizado na BR 242, a 30km do Centro de Lençóis, possui 1120m de altitude e descortina a mais bela vista panorâmica da Chapada Diamantina.

Próximo ficam também a Serra do Sincorá, com destaque para o Morro do Camelo e o Morro Três Irmãos. Seguimos ainda em direção à Lagoa e Gruta da Pratinha. Ficam localizadas na Fazenda Pratinha, propriedade particular próxima ao Município de Iraquara. Possui uma área com boa infraestrutura e às margens da Lagoa da Pratinha, mesas sob diversas árvores, águas verdes e cristalinas, temperatura agradável e diversas opções em seu entorno. Ali você poderá optar por mergulhar de snorkel na Gruta da Pratinha, onde você consegue ver milhares de peixinhos. Conforme você vai entrando no lugar, somente tem visão com uma lanterna, já que o local fica em escuridão total. Existe também a descida de tirolesa, mergulho de uma pedra até as águas da Lagoa, porém para mim, a melhor atração foi chegar ao local e descobrir que haveria uma massoterapeuta a partir das 12h30. Os passeios anteriores me deixaram com as pernas em frangalhos. Doíam joelhos, batata da perna, músculos por toda a parte. A Ângela, carioca que trabalhou como massagista durante muitos anos em Salvador, até se casar e vir morar com seu marido nessa região, conseguiu aliviar minhas dores. Me informou que o tour que realizei me deixou com estiramento na batata da perna. A partir dali, qualquer passeio que demandasse esforço físico, eu estaria “out”.

À noite, fomos prestigiar o acarajé indicado pelo Cláudio e depois ficamos em charmosa cafeteria observando o vai e vem de turistas e artistas. Entrou no café um rapaz carregando um violino e tocou entre outras pérolas o “Bolero de Ravel” e “Brasileirinho”.

No dia seguinte, todo o grupo resolveu tirar o dia de folga. Na Pousada (Bosque do Lapão), com boa estrutura, piscina, área de festa com lounge, sofás, redes e ao lado, churrasqueira e fogão. Aproveitamos para usufruir dos dotes culinários de nossos companheiros. Um gaúcho (Mello) e um paraense de Santarém (Imbiriba), ficaram responsáveis por preparar as carnes, Lena preparou a farofa e o arroz e passamos o dia à beira da piscina, comendo, bebendo e apreciando uns “baianos”.

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

Mais viagens pelo Brasil

Um anjo na estrada rumo ao Surubim Moto Rock

Nossa viagem de Natal (RN) até a cidade de Surubim (PE), para participar do primeiro Surubim Moto...

Encontro Ténéré - Chapada dos Veadeiros

A cada ano, um grupo de proprietários de Ténéré brasileiros se reúne em alguma região do país para um...

Viagem ao Norte / Nordeste do Brasil

Fiz essa viagem em junho de 2013, quando saí de Belo Horizonte e fui em direção ao Nordeste e...