viagem de moto pelos Estados Unidos

Se me perguntassem no início acreditar que passaria por todos os lugares pelos quais passei, imediatamente diria que não. Até agora, estou processando e a ficha só começou a cair na Florida, quando o Rodrigo Cabral falou-me que, provavelmente, estive em mais estados americanos do que a maioria dos que aqui residem.

Ao todo foram 25 estados, sendo que em dois, Montana e Alabama, as distâncias percorridas foram muito pequenas.

A relação e a sequência da passagem pelos estados (em alguns entrei e sai duas vezes) foi a seguinte:

  • Virginia
  • North Carolina
  • Tennessee
  • West Virginia
  • Kentucy
  • Missouri
  • Oklahoma
  • Texas
  • New Mexico
  • Colorado
  • Utah
  • Arizona
  • Nevada
  • California
  • Idaho
  • Wyoming
  • Montana
  • South Dakota
  • Nebraska
  • Kansas
  • Arkansas
  • Mississippi
  • Louisiana
  • Alabama
  • Florida

Algumas das fotos feitas nas divisas (só deixei de fotografar quatro por falta de acostamento).

Além do aprendizado que uma viagem como essa proporciona, o mais especial foi conhecer pessoas maravilhosas que, destituídas de preconceitos de qualquer natureza, tratavam-me como irmão. Esse foi, na minha opinião, o maior retorno que alguém, longe de seu país, poderia ter. O carinho e a atenção com que todos me cercavam deixavam-me emocionado e acreditando no ser humano.

Não tenho fotos de todos com quem, por um momento que seja, estabeleci relações fraternais, mas todos passaram a fazer parte de minhas melhores lembranças:

O privilégio de ter acesso a locais maravilhosos tornaram, a mim e à Helô, parte integrante de verdadeiros cartões postais:

Para aqueles que gostam de números, comprei a moto com 36.300 milhas em maio de 2013 na cidade de Fairfax (Virginia) e quando terminei a viagem, em 13 de setembro, ela tinha rodado 12.040 milhas, isso representa cerca de 20.000 Km.

Estados Unidos

Estados Unidos

Quase não pegamos chuvas, mas em compensação, as temperaturas eram altíssimas, chegando a 45 graus nos desertos de Mojave e de Nevada, o que causava um desgaste físico tremendo, obrigando-me a começar a viagem bem cedo e, a partir das 10 horas, parar com uma frequência maior para descanso e hidratação.

Sinceramente e sem nenhuma falsa modéstia, não penso que tenha realizado nenhuma façanha merecedora de registros, além desses que posto para minha família e meus amigos, afinal de contas, a única coisa que fiz foi pilotar uma motocicleta maravilhosa que, como já falei anteriormente, é a melhor coisa que se pode fazer vestido.

Estados Unidos

Comentários (4)

This comment was minimized by the moderator on the site

Grande Helio. Eu ja tinha acompanhado a sua viagem ano passado com a Honda Goodwind, mas a viagem deste ano, a sua narrativa me faz ter esperanças de que estaremos juntos novamente ano que vem, a bela Helô você e nós todos na sua garupa. Parabéns e nos vemos por aí, quem sabe em Gramado em abril. abraço PS. eu ja estou na hora extra, duas safenas e uma mamária.

This comment was minimized by the moderator on the site

Prezados Fábio e André, perdoem por só agora responder. Muitíssimo obrigado pelas palavras que são um verdadeiro estímulo para prosseguir tentando transmitir toda a emoção que uma viagem de motocicleta nos proporciona. Realmente, a partir do momento em que aponto a proa da moto para o horizonte engato a primeira sinto como se 50 anos de idade me abandonassem e volto a tempos maravilhosos, revendo pessoas igualmente maravilhosas que em vários e especiais trechos vão se revezando na minha garupa. Um grande abraço para voces e até qualquer hora numa dessas curvas do destino.

This comment was minimized by the moderator on the site

Caro Helio... Acho que quem lê a sua aventura fica com mais vontade e coragem de viver. Texto fantástico, bem escrito, me ví como um companheiro de viagem...Estou com 40anos e sinceramente vou comprar uma moto. Já lí a sua aventura anterior nos EUA... Forte abraço, muitos km e anos de vida! Boituva/SP

This comment was minimized by the moderator on the site

Bom... O que posso dizer pra vc depois desse resumo? Creio que vc sintetizou tudo!!! Só me resta então parabenizá-lo!!! Parabenizá-lo pela coragem de enfrentar 20.000 kms em "terras gringas"... por se despir de preconceitos e descobrir o "melhor" das pessoas, independente de onde tenham nascido ou de onde vivam... pelas inúmeras fotos de lugares maravilhosos e, pra mim, até mesmo inimagináveis... (aqui abro um parêntese: viajei muito com vc, em suas fotografias e seus relatos... muito obrigado por me dar a oportunidade, mesmo sem me conhecer, de "juntos" curtirmos tantas aventuras ai na terra do Tio Sam... Muito obrigado!!!)... Bom, é isso!!! Aproveito tbm pra te desejar um Feliz Natal e um 2014 próspero e cheio de novas aventuras... Boas festas e muita saúde e alegria, pra vc e todos os seus meu amigo!!! Fique com Deus e um forte "motoabraço"!!!

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia

Mais viagens pelos Estados Unidos

Tail of the Dragon - 1a. parte

Inicialmente a idéia era uma viagem à cidade de Charlottesville na Virginia, onde me encontraria...

Viagem de moto até Las Vegas - Episódio 4

Pilotei para leste de Show Low, Arizona, pela US 60 na manhã do dia 16 de maio. Nesta rota, eu...

Um brasileiro no Daytona Beach Bike Week

Por muitos anos li relatos sobre viagens de motos pelo mundo e isso se tornou um grande sonho na...