Viagem de moto pelo sul do Brasil e Uruguai

Hoje o dia foi bastante puxado. Foram 784 km por estradas excelente, boas e ruins.

Coloquei no GPS como destino Belo Horizonte pelo caminho mais rápido. Ele traçou uma rota que atravessava o Uruguai pelo meio, conforme mapa. Pensei, pensei e resolvi seguir o que ele recomendava. A primeira impressão não era boa, a saída da Ruta 1 era feita por um trecho de uns 50 metros de estrada de chão e depois atravessava uma cidade. Resolvi seguir em frente e se continuasse ruim eu voltaria para a Ruta 1. Comecei a passar por uma estrada muito boa e com pouco movimento, a Ruta 11, o que me animou a seguir em frente. Passei por alguns pequenos povoados que não atrapalhavam o desenvolvimento da viagem e a moto vencia os quilômetros com rapidez.

Quando a direção mudou para o norte, peguei a Ruta 7, e aí a coisa ficou feia. Era toda asfaltada, não haviam buracos, mas o asfalto estava com muitas irregularidades, uma estrada "casca grossa" de verdade. Isso fez a velocidade, que até então estava entre 100 e 110 km/h, cair para 80 a 90 km/h, uma diferença grande.

O pouco que ganhei na distância menor perdi na velocidade. Para quem pretende fazer uma viagem ao Uruguai, recomendo seguir a rota tradicional, passando por Chuí.

Apesar do contratempo, tive a oportunidade de conhecer um pouco do interior do Uruguai, bem diferente do que fica ao longo da Ruta 1 e das cidades mais famosas. Sempre que parava para abastecer, pessoas vinham conversar, perguntar sobre a viagem, a moto e as perguntas básicas: qual a velocidade, potência, se é confortável e quanto custa.

O dia amanheceu fechado e assim ficou o dia todo, em alguns momentos peguei chuva, que intensificou no fim do dia. Fez frio o dia todo e ventou muito, pelo menos nas três primeiras horas de viagem. Em alguns momentos tive que conduzir a moto inclinada para vencer o vento lateral e em outros ele me balançou bastante. Por causa das condições climáticas e da falta de paisagens interessantes, tirei poucas fotos.

Passei rápido pela aduana e prossegui debaixo de chuva até Pelotas, quando começou a anoitecer, então resolvi parar na cidade para pernoitar. Busquei no GPS hotéis por perto e vi que haviam alguns em uma avenida da cidade. Rumei para o primeiro deles. Estava lotado. Deixei a moto em frente e fui a pé em três outros, conseguindo vaga apenas no último, chamado Aleppo Hotel. Simples, a TV a cabo não funciona, o estacionamento é à parte (R$ 5,00) e o preço é com (R$ 105) ou sem (R$ 80) o controle do ar condicionado. Peguei um quarto enorme sem o controle do ar condicionado, pois a chuva que cai lá fora refresca o ambiente.

Jantei uma boa comida a quilo em um restaurante muito bom próximo ao hotel.

Números do dia:

Distância percorrida: 789 km

Abastecimentos:

Colônia
450,60 Pesos - R$ 46.68
10,78 litros
41,80 pesos / l - R$ 4,33 / l
203,7 km
18,90 km / l

Paso de la Cadena
400,00 Pesos - R$ 41,44
9,217 litros
43,40 pesos / l - R$ 4,50 / l
164,9 km
17,89 km / l

La Jordânia
400,00 Pesos - R$ 41,44
9,58 litros
41,80 pesos / l - R$ 4,33 / l
198,4 km
20,71 km / l

Jaguarão
R$ 51,64
15,84 litros
R$ 3,260 / litro
287,0 km
18,12 km / l

Lanche: 60,00 Pesos - R$ 6,22

Hospedagem: R$ 85,00

Jantar: R$ 25,94

Comentários (5)

This comment was minimized by the moderator on the site

Oi Rômulo,
Cara legal tu deu azar com a rota do GPS, a estrada paralela que no teu mapa aparece a cidade de Minas e Treinta Tres ela já foi quase toda refeita é um tapete e as pontes estão sendo alargadas. Para quem não sabe as pontes do Uruguai foram feitas somente com uma pista e a preferencial é de quem vai para Montevideo. Ontem podíamos ter vindo juntos para Pelotas eu fui a Jaguarão com a motoca e voltei abaixo d'agua, parabéns pela viagem tenho acompanhado ela dia a dia.

This comment was minimized by the moderator on the site

Olá Gustavo. Como falei, se tivesse feito o planejamento antes você teria visto minha rota e me alertado, mas fica a dica para outras pessoas.
Grande abraço

This comment was minimized by the moderator on the site

É isso aí, faz parte da aventura!!! Rômulo se precisares de algum contato aqui no sul do sul do Brasil é só avisares, estou a disposição. Grande abraço, mais uma vez parabéns pela viagem.

This comment was minimized by the moderator on the site

Bom dia Rômulo!
Fica como dica para os viajantes, pegando a ruta 5 até Rivera entrando no Brasil por Santana do Livramento, estrada muito boa. Abraço e boa viagem.

This comment was minimized by the moderator on the site

Olá Wallace. Se tivesse te encontrado antes, eu teria percorrido a Ruta 5. Fica a dica para outros viajantes. Valeu.

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia

Mais viagens pelo Brasil

Expedição até as chapadas

Mais uma vez tudo pronto para uma longa viagem com minha Honda Shadow 750, dessa vez pelo interior do...

Serra do Rio do Rastro e Rastro da Serpente

Nossa viagem começou em Betim (MG), no sábado, dia 16/04/16 e durou nove dias, durante os quais...

Campos do Jordão

Durante suas últimas férias, neste mês de outubro, o casal Jean e Dayana realizou uma viagem com...