Viagem de moto pelo Nordeste do Brasil

Eu tinha uma Honda Titan 150 ESD e em 2007 planejei e me preparei para uma viagem de moto pelo Nordeste do Brasil para com ela chegar a Natal (RN). Instalei um baú de 29 litros e uma mochila grande, que foi amarrada no lugar do garupa. Levei roupas, kit borracheiro com câmara, espátulas e chaves (caso o pneu furasse em local distante de posto de serviços). Minha ansiedade era muito grande para essa viagem.

A data de partida foi no dia 01/01/2008 às 23 horas, saindo de Bauru (SP). O caminho já era conhecido por mim porque no ano anterior trabalhei com caminhão fazendo entregas na região nordeste, então foi fácil!!!

Rodei a noite inteira por rodovias dentro do estado de São Paulo e às 6 horas da manhã seguinte já estava tomando café e pão de queijo em Minas. O sono deu o ar da graça, então acabei parando e fazendo um pouco de exercícios ali no acostamento até ele ir embora. Fui parar em Vitória da Conquista (BA) com mais de 1500 km rodados nesse dia. Dormi num motel na beira da rodovia pelo preço de R$ 20,00 para o viajante pernoitar rsrs... Filé.

Viagem de moto pelo Nordeste

No dia seguinte rodei até a divisa de estados de Sergipe e Alagoas onde pernoitei na pousada do Gaúcho na cidade de Propriá. R$ 90,00. Nessa pousada encontrei um motociclista de Osasco que estava numa Twister. Começamos e conversar e logo chegou um casal vindo numa Yamaha Fazer 250 ano 2007 do Rio de Janeiro e ali firmou uma amizade. Combinamos de sair juntos no dia seguinte às 5 horas.... e eu deixei claro que eles poderiam seguir viagem, afinal eu de Titan 150 e eles com motos de 250 cc, mas eles fizeram questão de seguirmos juntos. Confesso que não foi uma boa ideia. Naquela ocasião eu estava com ansiedade para chegar ao sítio do meu sogro em Aroeiras (PB). Minha esposa já estava lá há 30 dias, ou seja, eu tava na seca. rsrsrsrs E adivinha???? O parceiro da Twister, um senhor de 40 anos, nunca tinha viajado, comprou a moto naquela semana e não passava de 100 km/h. Naquela região não estava ventando, então eu conseguia manter incríveis 130 km/h em retas e nas descidas colava nos 140. O Carioca andava junto e ainda sobrava acelerador, mas no final foi tudo bem.

Viagem de moto pelo Nordeste

Fiquei no sitio 10 dias andando por estradas de terra, depois fui até Natal (RN) com minha esposa na garupa. Ficamos lá uma semana e depois voltamos para João Pessoa (PB). Ela voltou de avião para casa e eu, vocês sabem!!! voltei em minha moto.

Excelente viagem, não furou pneu, nenhum problema, tudo 100%. Autonomia da moto: 27 km/litro andando com cabo enrolado sem dó.

Eu fui caminhoneiro de 2002 até 2015, rodei muito. Só com caminhão foram 10 anos e 2.000.000 de km. Com motocicleta já foram 450 mil. Fico à disposição para alguma pergunta.

Aguinaldo Feliciano, 34 anos, casado, 1 filha de 3 anos e muito feliz!!!!