Entrar

Paso Agua Negra e Deserto do Atacama

  • Categoria: Chile

O motociclista Alexandre Gama, de São Paulo, realizou entre fevereiro e março passado uma viagem de moto solo até Deserto do Atacama no Chile, atravessou a Cordilheira dos Andes no Paso Agua Negra e no Paso Jama para conhecer algumas das mais bonitas e inóspitas paisagens do mundo.

Durante 22 dias, Alexandre pilotou sua Yamaha XT 1200 Z Super Ténéré, percorrendo as estradas de São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Uruguai, Argentina e Chile, totalizando 8.444 km.

Sobre as passagens de fronteira

O Paso International Agua Negra liga a Região IV de Coquimbo (Chile) com a província de San Juan (Argentina), através da Ruta 41 no Chile e Rutas Nacionais 150 e 40 na Argentina. É uma passagem de fronteira muito pouco utilizada, com estrada de terra beirando penhascos que atravessa a Cordilheira dos Andes, chamando muito a atenção dos viajantes as múltiplas cores das montanhas, com vários tons de laranja, verde, roxo e marrom. Devido à sua altitude, esta passagem fica aberta durante o verão e outono (de dezembro a abril). O resto do ano fica quase sempre fechada por causa da neve. É a passagem de fronteira mais alta entre Argentina e Chile, chegando a uma altitude de 4.780 metros sobre o nível do mar.

GOPR0183

Já o Paso de Jama é uma passagem de montanha mais ao norte da divisa entre os dois países, a uma altitude de cerca de 4.300 m na fronteira. A passagem é feita através da Ruta 27 no Chile e a Ruta Nacional 52 na Argentina. É na Ruta 27 que o motociclista atinge a maior altitude no percurso, chegando a 4.810 m 100 km a oeste da fronteira.

A passagem liga a cidade de Jujuy, na Argentina, com San Pedro de Atacama, no Chile. A estrada foi aberta em 6 de dezembro de 1991, e é pavimentada em toda a sua extensão desde o ano de 2005. Está aberto todo o ano, embora ocasionalmente fechado pela neve. Ele é usado pelo tráfego de caminhões entre o norte da Argentina e Paraguai e os portos do norte do Chile.

Alexandre escreveu um relato muito detalhado com informações sobre os lugares que visitou, hotéis e restaurantes que utilizou, dicas interessantes para outros motociclistas que pretendem fazer outras viagens para os mesmos lugares, tudo ilustrado por muitas belas fotos. O relato está publicado no blog Brinquedo de Gente Grande

Mais detalhes – Paso Agua Negra e Deserto do Atacama

Motociclista: Alexandre Gama
Motocicleta: Yamaha XT 1200 Z Super Ténéré
Distância percorrida: 8.444Km
Duração: 22 dias
Período: de 22/02/2014 a 15/03/2014
Estados Brasileiros percorridos: São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul
Paíse percorridos: Uruguai, Argentina e Chile

Roteiro:

Roteiro Viagem

1º dia - São Paulo – Curitiba - 404km
2º dia - Curitiba - Bento Gonçalves - 620km
3º dia - Bento Gonçalves
4º dia - Bento Gonçalves – Punta del Este - 872km
5º dia - Punta del Este
6º dia - Punta del Este – Junin – 400km
7º dia – Junin - Mendoza - 790km
8º dia – Mendoza
9º dia – Mendoza - Pismanta - 394km
10º dia – Pismanta – La Serena – 360km
11º dia - La Serena
12º dia – La Serena - Bahia Inglesa – 400km
13º dia - Bahia Inglesa – Antofagasta – 500km
14º dia – Antofagasta - San Pedro de Atacama - 305km
15 dia - San Pedro de Atacama
16 dia - San Pedro de Atacama
17 dia - San Pedro de Atacama
18 dia - San Pedro de Atacama
19 dia – San Pedro de Atacama – Salta - 600km
20º dia – Salta – Corrientes – 833km
21º dia – Corrientes – Foz do Iguaçu – 629km
22º dia – Foz co Iguaçu – Botucatu – 842km

Comentários (1)

  1. ELCIO

Fantástico, serve de inspiração.

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização