Chile

Enfim aconteceu minha tão esperada viagem de moto até o Chile. A ideia inicial era fazer os 5200 km de ida e volta até Viña del Mar em 9 dias, mas o prazer de rodar e a sorte que me acompanhou toda a viagem fez com que eu completasse em 6 dias, isso mesmo amigos, 5200km em 6 dias com uma Twister 250.

Para comemorar seus 70 anos de vida, o motociclista cearense Flávio Torres fez uma viagem de moto até o Deserto do Atacama no Chile. A aventura de Flávio, que utilizou uma Honda Transalp 750cc, durou 35 dias e foi feita na companhia dos amigos Marcelo Cavini, Demócrito Filho, Antônio Simas e Henrique Câmara.

Durante 19 dias entre abril e maio passado fizemos uma viagem de moto de 9.530 km e percorremos estradas do Brasil, Argentina e Chile com o objetivo de conhecer a Cordilheira dos Andes, os Caracoles, Viña del Mar, Valparaiso e Vulcões no Chile além de Mendoza e Bariloche na Argentina.

Dia 21 de abril, quinta-feira, início da viagem. O dia amanheceu bonito e a vontade de viajar de moto era grande. Saí de Tubarão, que fica no litoral do Oceano Atlântico, por volta das 07h30min e logo vi que muitas paradas me aguardavam, já que a autonomia da Sportster é pequena. Quando estava próximo à cidade de Butiá, o tempo foi fechando, o vento começou forte e peguei chuva por cerca de 200 km, mas, sem muito frio. A tocada foi boa e passei cedo por Alegrete, onde estava programando dormir, razão pela qual acabei esticando até Uruguaiana, acompanhado de um belo pôr do sol, chegando na cidade às 20h30min.

Tudo começou ao ler uma publicação sobre uma viagem de moto para o Deserto de Atacama no Chile, que despertou em mim um sonho que sempre existiu, mas que encontrava-se dormente. Nasceu a oportunidade de realização deste que acredito ser o sonho de todo motociclista, de todo aventureiro, de todo ser que vibra ao ouvir o som dos motores de uma motocicleta, que delira ao sentir o vento no rosto, que enlouquece no melhor sentido da palavra ao contemplar o céu, as paisagens, as curvas e retas da estrada, que parecem não ter fim. Decisão tomada, detalhes acertados, restava apenas aguardar ansioso os dias, as horas, os minutos e segundos para o esperado dia 06 de janeiro de 2016.

Bom dia, colegas motociclistas,

Como sempre, me perdoem o portuliano. Sou italiano e cheguei aqui velho demais para voltar pra escola e estudar o português direitinho ^_^

Quero relatar a viagem que fiz até San Pedro de Atacama - ida e volta - com três companheiros, entre os dias 24/09 e 5/10, saindo de Itapetininga (SP). Não vou fazer um relato das paisagens e das maravilhas dos lugares que visitamos: tem que subir na moto e ir pessoalmente, porque a Cordilheiras dos Andes e San Pedro de Atacama são lugares maravilhosos, não tem palavra nem foto que possa explicar.

Em novembro passado, três casais das cidades de Palmeira das Missões e Soledade no Rio Grande do Sul fizeram uma viagem de moto até a bela Região dos Lagos no Sul do Chile, indo até a Ilha de Chiloé e percorrendo mais de 7.000 km em 21 dias nas estradas do Brasil, Argentina, Chile e Uruguai.

Nossa viagem de moto iniciou no dia 25 de março de 2015. Eu saí de Curitiba (PR) com destino a Mafra (SC), onde me juntei a outro aventureiro, Rogério Lopes Buch. Partimos no dia seguinte em direção ao Chile. Nosso principal objetivo era conhecer as cidades de Puerto Montt e Puerto Varas e visitar as cercanias dos vulcões Osorno e Cabulco.

Por mais de um ano eles planejaram uma viagem de moto até o Deserto do Atacama no Chile, passando pelo Sul do Brasil e Norte da Argentina. E no mês de março deste ano eles realizaram a grande aventura de suas vidas.

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.