Brasil

Colors: Green Color

Sou um apaixonado por moto, preferencialmente customs. Hoje tenho uma Yamaha Virago XV 250. Gostaria de contar uma viagem que fiz há dois anos atrás, quando ainda eu tinha uma Honda Titan 150 cc.

A viagem foi excelente, de belos visuais. Em sua maior parte, as estradas estavam muito boas.

Fiz essa viagem em junho de 2013, quando saí de Belo Horizonte e fui em direção ao Nordeste e Norte do Brasil, com a intenção de conhecer as capitais desta região a partir de Fortaleza, passando pelo Sertão Nordestino ao invés de ir pelo litoral.

Tracei então o roteiro abaixo, preferindo o trajeto pela BR-135, via Montes Claros, para pegar a BR-116 próximo a Pedra Azul no Vale do Jequitinhonha, Minas Gerais:

Em fevereiro de 2013 eu fiz um passeio de aproximadamente 3.200 km durante oito dias até a Chapada dos Veadeiros, em Goiás, na minha Harley-Davidson Heritage Softail Classic.

Fiz o seguinte roteiro, mostrado no mapa abaixo: Belo Horizonte - Brasilia - Itiquira – Alto Paraíso do Goiás (portal da chapada) – Pirenópolis – Goiás velho e Belo Horizonte.

Como eu disse anteriormente, estou me preparando para fazer uma grande viagem ao norte e nordeste do nosso glorioso Brasil. Enquanto isso, vou treinando com passeios em cidades com distancia menores. Uma oportunidade para pegar mais confiança em rodar numa auto estrada foi atender o convite de um sobrinho que mora no município de Morrinho, distante 128 Km de Goiânia.

Meu sobrinho Lee Anderson, um empreendedor, trabalha com o fornecimento de sinal para internet na região. Pensando em melhorar o ganho mensal, decidiu com a esposa (D. Andrielle), montar uma lanchonete especializada em "crepe e tapioca".

Durante 27 dias, três motociclistas do moto clube Asas do Delta, da cidade de Parnaíba, no estado do Piauí, fizeram uma viagem de 9.841 km de sua cidade até Foz do Iguaçu no Paraná, percorrendo 10 estados brasileiros e encontrando amigos por todo o percurso.

Cento e onze dias de viagem, 15.455 quilômetros rodados, esses foram o tempo e a distância que o motociclista rio-grandino, Jair Oliveira, de 56 anos, levou para viajar do Chuí (RS) ao Oiapoque (AP) sozinho em sua moto Suzuki 250 CC. "Sempre sonhei em fazer essa aventura. Conhecer um pouco mais do Brasil que só conhecia em leituras. Como sou mergulhador, na ida viajei pelo litoral para conhecer o maior número de praias possível", revelou Jair.

Uma aventura emocionante pelo Brasil. Pilotando a Yamaha XJ 6 F (Maria Antonieta), percorri 5.489 km, por seis estados, mais o distrito Federal. Um dos momentos mais emocionantes da minha vida. Vivendo de perto a realidade do povo brasileiro, chegando ao limite extremo sobre duas rodas. Passando pela linda costa brasileira, enfrentando desde o início o caos nas estradas brasileiras, totalmente esburacadas, com trechos com alto índice de assaltos, entrando no sertão, vendo de perto a miséria no Brasil, a triste realidade da seca, passando pela Chapada Diamantina, seguindo rumo ao Centro Oeste, com destaque pra chegada a Brasília em meio a protestos.

Todos sabem que uma longa viagem não começa simplesmente ao ligar o motor da moto. O meu sonho começou há uns 10 anos atrás, lendo uma revista com as histórias de dois rapazes fazendo viagens para o mesmo destino, em épocas diferentes e relatando as diferenças das estradas e dos lugares que conheceram.

Viagem programada e os dias de folga também. Fui buscar conhecer de moto um estado diferente. Os locais planejados estavam traçados apenas no mapa, sem reservas ou agendamentos, pois as agências de turismo foram deficitárias em informações. Fui de mochileiro, ou melhor, de Mochilão.

No final de 2012 comecei a considerar fazer uma viagem mais longa, de alguns dias, algo que me colocasse em contato com a moto, a natureza e que significasse a possibilidade de explorar riquezas culturais também. Comecei, então, a avaliar alternativas e conversar com meus colegas que adoram andar de motocicleta.

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.