Entrar

1º ao 3º dia - Serra do Cabral

 Viagem de Moto Brasil

No dia 21 de março, às 5h30, amanhecia e eu já estava de pé. Minha mãe, linda e maravilhosa aos seus 77 anos, me abençoou para o início da viagem. Parti às 6 horas da manhã e às 9h30 já estava na cidade de Augusto de Lima.

Não gosto de “Esgoelar a moto”. Minha velocidade média na estrada gira entre 60 e 85 km por hora.

O primeiro lugar que queria conhecer durante a viagem era o Parque Estadual da Serra do Cabral, que fica entre as cidades de Buenópolis (MG) e Joaquim Felício (MG), na Região Centro-Norte do Estado de Minas Gerais, na serra de mesmo nome que faz parte da Cordilheira do Espinhaço. Para conhecer o local, fiz um roteiro passando pelas cidades de Buenópolis, Águas de Santa Barbara, Joaquim Felício, Curimataí e Povoado Do Barro.

A Serra tem altitudes que variam entre 900 e 1300 metros e é um divisor de águas entre os rios das Velhas e Jequitaí, ambos afluentes da margem direita do Rio São Francisco.

O parque ainda não está funcionando, mas a região é linda. Fiquei três dias e duas noites por lá para conhecer muitos lugares com as veredas descritas por Guimarães Rosa. Vale a pena montar um roteiro para conhecer a região.

Fiz a comida na entrada do parque e em um posto de gasolina. Dormi na primeira noite na barraca e na seguinte numa rede estendida entre caminhões. Agradeço aos Caminhoneiros Giovanni e Fernando e outro da Transpes, que me ajudaram no período.

 

Comentários (2)

  1. Antonio Lucas

Olá, boa noite!

Sou marinheiro de primeira viagem, nunca fiz grandes viagens, a mais longe que fiz foi de 200 Km, de um município a outro, já fiz várias viagens desse gênero, minha moto é uma Bros Nxr 150 ano 2007, aquele modelo amarelo, eu estou me preparando pra uma viagem de 1300 km +-, pretendo ir de Teresina á Maceió, porém já olhei em vários fóruns, e demais sites avulso pela internet, e já estou apenas no ponto de colocar em prática, pretendo viajar em agosto. Porém ainda não comprei parte dos acessórios que pretendo colocar na moto para melhor aderência, segurança, entre outros, eu sou bem metódico em relação a certos momentos, não irei somente montar na moto e seguir em frente, sou bem organizado, mas á algo que ainda não conseguir encontrar especificamente para minha moto e já olhei em sites de vendas e compras, eu gostaria de saber como adaptou os afastadores para os alforges que tem na sua moto?, já pensei em ir em um metalúrgico e fazer as armações na medida da minha moto e do alforge, mas queria umas dicas suas de como organizou esse acessório na sua moto, e se tiver outra dica agradeceria muito, li o seu relato da viagem, e gostei muito, só não pelo fato que falou pouco do Piauí, mas esta de boa, tenha uma boa noite.



Att. Antonio Lucas

  1. Marcos Vinícius    Antonio Lucas

Saudações a todos!
Antonio Lucas, obrigado pelos dizeres.
Sobre Piauí, eu queria ter conhecido a nascente do Parnaíba, mas não deu descrição no dia 30 e cansado de terra; mas posso lhe dizer, fui bem tratado sim, principalmente nas DIVISAS, e tb em Gilbués e Santa Filomena, e também no Litoral, pela policia rodoviaria FEDERAL.
Então vamos lá, 1.300 km, em quantos dias? Vai pelo litoral ou estrada de chão preto(asfalto) ou terra? Vai fazer seu rango ou pagar? Vai dormir em pousada ou em posto de gasolina?
Se for até 10 dias de viagem, acho que 3 blusas, 2 calças, 3 a 4 pares de meias, 1 conjunto de blusa de frio, higiene(creme dental, escova, produto para se lavar vai que da algum problema e vc se suja), toalha e se for dormir em posto de gasolina ou beira de estrada, corda duas parte de 4 metros, rede, lona em caso de chuva ou barraca, corda estique(aquelas de elastico), panelas duas(ou uma panela e uma cuscuzeira) e um frigideira ou usar a tampa como frigideira, se toma cafe, leva solúvel, ou então cha em saquinho, açucar, arroz, ou pacote de cuscuz de arroz e de milho. Ferramentas, além das chaves 10 a 14,17 e 24, alicate, chave de fenda e filipes, martelo, enche rápido para a camara, fita isolante, pedaço de arame, uma vela reserva e outras informações que coloquei no dia do relato vale a pena ok.
Sobre o afastador de alforge, vai ter que mandar fazer, e no Balueto(não se coloca muito peso, roupa e higiene), vai ter que fazer reforço nele tb, no Alforge, distribuir o peso de um lado a mecanica e do outro panela e mantimento. Uma dica, ao mandar fazer, peça para o cara colocar uma mão francesa no suporte para ela não quebrar, aquelo ferro que fica ali ajuda demais, e pede para fazer a ligação do afastador com o pedal para dar mais segurança, acho que suar um ferro redondo de 3/8 ou uma chapa de meia. me manda um email para te mostra tipos de reforço mas a ideia do seu afastador ou seu suporte de bau vc pode bolar. marvimsilva@gmail.com

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização