Entrar

Viagem de moto de Valinhos a Bonito

Viagem de moto até Bonito

Essa nossa viagem durou sete dias no total, sendo quatro na estrada (dois de ida e dois de volta) e três dias em Bonito (MS). Fomos em duas motos, Osmar com a Yamaha MidNight Star 950 e Virgílio com a BMW GS 1200.

Esta é a quarta viagem longa que faço de motocicleta, partindo da cidade de Valinhos (SP), sempre acompanhado pela Yamaha MidNight Star. Acredito que tenha rodado cerca de 13.000 km nestas quatro viagens.

Em abril de 2013 rodamos até Brasília. Em novembro daquele mesmo ano fomos até Foz do Iguaçu. Em agosto de 2014 fizemos uma viagem emocionante até o Uruguai e agora em julho de 2015 fomos até Bonito no Mato Grosso do Sul. Exceto a viagem até Foz do Iguaçu, quando meu colega de estrada foi o motociclista Vilson da Mata, as outras três meu amigo de estrada foi o Virgílio Castro.

Adoro fazer estas viagens e planejá-las. São simplesmente fantásticas, ambas as atividades me ajudam a relaxar.

Esta viagem que acabamos de realizar começou a ser planejada em janeiro deste ano e, como sempre faço, costumo divulgar a ideia aos meus amigos de motociclismo, mas como sempre, poucos têm o “real” interesse de fazer longas viagens, pois ficar no lombo da motocicleta por muitos quilômetros é para poucos. No entanto, é uma experiência excepcional, um relaxamento indescritível e uma sensação de liberdade e de contato com a natureza que só quem fez sabe o quanto é saboroso.

Eu sempre tento conciliar as datas para que minha esposa e filha me acompanhem e, como elas não apreciam ficar no lombo da moto, eu tento planejar a viagem de modo que elas possam ir de avião e assim nos encontrarmos no local de destino e curtimos alguns dias de férias todos juntos.

Viagem de moto até Bonito - roteiro

Meu plano inicial era conhecer a Chapada dos Guimarães, que fica no Mato Grosso. No entanto, depois de divulgar aos amigos, Virgílio mostrou interesse, porém, me disse que teria mais inclinação de ir se a viagem fosse para Bonito no Mato Grosso do Sul. Depois de analisar as atrações de Bonito e da Chapada dos Guimarães com minha esposa e filha, decidimos que a sugestão do Virgílio era melhor para todos e assim ficou decidido que iríamos para Bonito (MS). Então comecei os preparativos para fazer a viagem em julho de 2015.

Virgílio e eu já cruzamos juntos oito “fronteiras”: Minas Gerais, Goiás, DF, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul e a do Brasil com o Uruguai.

Comentários (6)

  1. VItor PIovezam

Muito bom, pretendo fazer viagens tambem, interessante ver rotas, estou curtindo muito o site.

  1. Osmar Stefanini

Joel, de um moto geral nada para se preocupar com as estradas. Como mencionei, o trecho da Raposo Tavares, de Presidente Epitácio (divisa Mato Grosso/SP) até a cidade de Presidente Prudente, que foi o percurso que escolhemos para a volta, está muito remendada e a vibração é grande. No mais tudo...

Joel, de um moto geral nada para se preocupar com as estradas. Como mencionei, o trecho da Raposo Tavares, de Presidente Epitácio (divisa Mato Grosso/SP) até a cidade de Presidente Prudente, que foi o percurso que escolhemos para a volta, está muito remendada e a vibração é grande. No mais tudo bem, siga o roteiro de ida que fizemos que é muito boa a estrada. Você vai adorar e Bonito é fantástico, não economize nos passeios que são show de bola! Abraços e boa viagem.

Ler Mais
  1. JOEL FREITAS CANDELARIO

Ola eu irei fazer essa viagem para bonito em dezembro as estrada estão boas.

  1. Evandro Mantovani

Olá Osmar!
Sensacional a viagem e também sensacional a escolha do destino...
Parabéns pela aventura

  1. Osmar Stefanini

Caro amigo Vilson, vamos sim você e Eu cruzamos as estradas na viagem até Foz e 2016 promete, vamos planejar.

  1. Vilson

Osmar e Virgilio ! Inveja santa...quem sabe logo logo posso me juntar a outras aventuras programadas por voces !

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização