Saí de Planaltina (DF) com a minha Ténéré 250 rumo a Itiquira na Bahia, um vilarejo distante 36 km depois de Santa Rita de Cássia (BA). O objetivo dessa viagem de moto era conhecer algumas das paisagens mais bonitas do nosso país, como a Chapada dos Veadeiros, rio Azuis e a cachoeira Acaba Vidas.

Depois que saí da minha casa, rodei 125 km e parei na cidade de São João da Aliança (GO) para abastecer e esticar as pernas. Segui caminho e passei na Cachoeira do Poço Encantado, na Fazenda Rio de Pedra, dentro da Chapada dos Veadeiros, a cerca de 20 km de Teresina de Goiás (GO). Lugar muito bonito.

Ao meio dia passei pela cidade de Campos Belos (GO) e aproveitei para abastecer a moto e almoçar num restaurante de comida boa.

Após a divisa dos Estados de Goiás com o Tocantins o asfalto piorou. Passei por pequenas cidades do interior do Tocantins (Combinado, Lavandeiras, Aurora) e cheguei às 15h no menor rio do mundo - o rio Azuis - com 170 metros de comprimento. Nesse lugar eu relaxei e mergulhei a tarde toda por causa do calorão e da água límpida do rio, que não me deixavam sair.

Viagem de moto pelo DF, Goiás, Tocantins e Bahia

No fim de tarde, de corpo e alma lavados, segui caminho rumo a Taguatinga (TO). Do lado direito da rodovia, no horizonte, há uma grande serra com erosões que chamaram minha atenção por causa da beleza do lugar.

De Taguatinga e com um trânsito infernal de carretas, que movimentam a economia da região, segui rumo ao estado da Bahia pela BR-242, uma estrada que não permite falhas. Por sorte, pude acompanhar o eclipse da lua que ocorria naquele momento. Foi inesquecível viajar por intermináveis retas, em meio a plantações de soja e acompanhando em tempo real o eclipse da lua no céu, enquanto pilotava.

Às 19h abasteci a moto e encontrei uma pousada na beira da estrada na cidade de Luiz Eduardo Magalhaes (BA), onde consegui um preço camarada e compatível com a simplicidade do local.

Nesse primeiro dia percorri cerca de 580 km.

Saí da pousada às 8h no dia seguinte e continuei pela BR-242 com um trânsito constante de carretas. Logo parei no Parque da Vida para conhecer as belezas naturais do lugar e a volumosa cachoeira do Acaba Vidas. Que lugar bonito!

Depois de tomar banho, continuei viagem rumo à cidade de Barreiras (BA), onde conheci o rio de ondas. Almocei e abasteci a moto na cidade, pronto para encarar um trecho ermo de estrada.

Às 15h o calorzão parecia derreter o asfalto.

Cheguei à cidade de Santa Rita de Cássia já no escuro da noite. De lá segui por uma estrada de chão de 36 km até chegar ao meu destino final, o vilarejo de Itiquira na Bahia.

No dia seguinte descansei e, no outro, após rodar 90 km de estradas de chão pela região, às 10h comecei meu retorno. Segui pelo mesmo caminho da ida até Barreiras, onde abasteci. Depois segui para a cidade de São Desiderio (BA) do qual ouvi falar que era o município mais rico da região. Ao chegar à cidade, achei-a normal. Hospedei-me e fui descansar.

Saí cedo para conhecer o Paredão Deus me Livre, onde as mulheres lavam roupa na beira do rio, em Sítio Grande (BA). Depois segui meu caminho. Achei um tipo de árvore diferente que tem na região, que acho que é parente da baobá.

Viagem de moto pelo DF, Goiás, Tocantins e Bahia

Hora de encarar os 120 km de estrada deserta, sem vilarejos e sem trânsito de veículos. Reduzi a velocidade média para evitar possíveis problemas como buracos, forçar a moto, etc.. Percorri a BR-463 até chegar ao entroncamento com a BR-020 – graças a Deus-! No caminho, pude perceber que a riqueza do município de São Desiderio não é oriunda da cidade e sim do campo, onde existem intermináveis cultivos de algodão, soja, etc.

Hora de esticar o cabo na BR-020. Segui viagem até parar no vilarejo de beira de estrada onde fica o famoso posto Rosário. Hora de almoçar... êbaaaa!

Depois do maravilhoso almoço com churrasco, percorri as estradas de Goiás rumo ao Distrito Federal. Passei por Posse e Alvorada do Norte até chegar a Formosa, por volta das 18h, onde abasteci.

Encerrei minha aventura em Planaltina, onde pude fazer minhas conclusões sobre a moto e o passeio: MARAVILHOSOS! Locais bonitos para visitar nunca acabam, são quase infinitos. O que acaba é o tempo disponível para a viagem. E foi o que aconteceu comigo.

Mais detalhes – Viagem pelo DF, Goiás, Tocantins e Bahia

  • Motociclista: Josué Cavalcante
  • Motocicleta: Yamaha Ténéré 250, ano 2017
  • Consumo Médio: 27 km/l de gasolina (com muito peso e cabo enrolado)
  • Valores gastos com combustível: R$ 331,16
  • Distância percorrida: 1.860 km
  • Duração: 5 dias
  • Saída de Planaltina (DF): 27/07/2018
  • Retorno a Planaltina (DF): 31/07/2018
  • Estados brasileiros percorridos: Distrito Federal, Goiás, Tocantins e Bahia

Comentários (1)

This comment was minimized by the moderator on the site

Show de viagem! Parabéns!

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.