Passeio tradicional do Clube XT no aniversário de Brasília, a ideia era dar uma volta pelas estradas do Distrito Federal. Neste ano rodamos 340 km no sábado e 200 km no domingo. Por sorte o tempo estava excelente: sem chuva e sem frio. Só muita poeira!

Vinte e uma motos se reuniram na região do Rodeador, em Brazlândia. Um carro de apoio levou as barracas direto para o local de pernoite. Saímos rumo norte pela DF-001, descendo a DF-170 até a DF-206 onde começou a volta em sentido anti-horário.

Logo que deixamos a BR-080 para a BR-251, um erro de navegação obrigou a turma a fazer meia-volta e uma XT660Z, que vinha mais atrás, precisou frear bruscamente, derrapando e vindo ao chão. O piloto caiu sobre o ombro. Ele ainda continuou até o horário do almoço, quando achou por bem voltar para casa.

Seguimos pela BR-251 com poeira bem fina e branca. Em determinado ponto o GPS indicou um atalho por estradas de fazenda. Era um caminho mais estreito passando por um pequeno córrego e várias porteiras. A mesma poça de lama levou dois ao chão, sem maiores danos. Uma XT660R furou o pneu.

Viagem de moto Goias 3

O roteiro virou de leste para sul em uma curva abrupta que causou a queda de uma XRE 300, sem gravidade para o piloto. Seguimos por um trecho de serra passando pelo vale do Rio Verde até sair na localidade do Girassol, às margens da BR-070.

Após abastecimento, a trupe partiu sentido sul cortando a GO-225 em direção a Santo Antônio do Descoberto, fazendo a travessia do córrego Porteirinha. Uma F800GS ADV tombou na saída do córrego, mas seguiu em frente. Em Santo Antônio fizemos pausa para almoço.

Continuamos até a BR-060 e entramos numa estrada ao lado do residencial Asa Branca. O morador, no entanto, informou que havia porteiras trancadas e indicou uma outra estrada mais à frente. Nesta meia-volta uma Ténéré 250 tombou, mas voltou logo ao combate! O trecho, com camada espessa de cascalho, fez alguns pilotos passarem reto nas curvas.

Seguimos o asfalto passando por Gama e Valparaíso de Goiás. Próximo ao Jardim ABC pegamos rumo sudeste para contornar o Rio São Bartolomeu, que foi transposto em ponte da GO-010.

Viagem de moto Goias 6

Abastecimento no posto Sobral e cabo enrolado para chegar ao acampamento antes do pôr-do-sol. Felizmente, as últimas estradas estavam em boas condições e conseguimos manter ritmo forte sem nenhum incidente. Todos chegaram a tempo de montar barraca e tomar um banho rápido no lago.

No dia seguinte pegamos a DF-100 até a BR-020, local onde fizemos a foto oficial do passeio.

Viagem de moto Goias 9

Seguimos pela BR até o posto São Roque e voltamos para a estrada de terra. Seguimos a DF-205 até o entroncamento com a DF-170, que fechou a volta. Dali seguimos até o ponto de largada para buscar as barracas que estavam no carro de apoio.

E que venha a próxima aventura! Todos convidados a participar do site cxt.masto.host.

Comentários (1)

This comment was minimized by the moderator on the site

Sensacional! Parabéns a essa turma.

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Motos Adventure - expedição de moto pelo mundo

Livro sobre viagem de moto até o Atacama