• Brasil
  • Publicado em:

Viagem de moto pela costa brasileira

Eu e minha namorada, Juliana Duranzi, somos professores e aventureiros da cidade de São Paulo (SP). Saímos da capital a bordo da nossa querida Maju - uma Yamaha XT 600cc - sem possuirmos plano algum. Isso mesmo, sem planos para fazer uma viagem de moto.

A ideia era desbravar o melhor que o litoral brasileiro tinha para nos oferecer em nossas férias: praias, natureza, pessoas e experiências que de certa forma nos ajudariam a nos transformar em melhores seres humanos.

Não termos planos não necessariamente significa que não estávamos preparados. Fiz toda a revisão da moto, sempre viajamos bem equipados, com comida e barraca, buscamos ler bastante experiências narradas por outros motoaventureiros aqui no Viagem de Moto, em blogs e grupos no Facebook dos quais faço parte.

Mas viajar de moto é sempre aquela aventura inesperada né? Ainda mais sem saber onde iríamos dormir. Isso porque nosso roteiro foi totalmente baseado em três palavras: Previsão do Tempo.

Japara Grande Prado BA

Nosso próximo destino e quanto tempo ficaríamos no local sempre dependia se ia chover ou não. Assim, tentávamos nos programar para ficar o mais longe possível da chuva, a fim de aproveitar mais lugares ensolarados. Afinal, estávamos tendo a oportunidade de conhecer algumas das praias mais belas do mundo: as do Nordeste brasileiro. E de moto!

Algo que me marcou muito foi descobrir que as estradas do Nordeste brasileiro não são tão ruins quando nós do Sul/Suldeste imaginamos. A BR-101 na Bahia e a BA-001 são de excelente qualidade, embora possam ser melhor sinalizadas. Mas tudo muito lindo. Inclusive passei por trechos com passagens subterrâneas para animais e pontes nas arvores para os macacos atravessarem a pista de forma mais segura. Um exemplo a ser adotado.

Também vale compartilhar com nossos amigos motoaventureiros que na divisa dos estados de Sergipe com Alagoas as condições de estrada são péssimas. Asfalto muito, muito ruim, ao ponto do exército estar tentando melhorar as condições. Muita atenção é exigida do motociclista naquele trecho, principalmente pela quantidade de caminhões. No mais, tudo lindo!

Estamos editando e postando no Youtube uma série narrativa da nossa Moto Aventura que chamamos de Vlogs, onde narramos os momentos mais marcantes da nossa viagem, registrando os pontos turísticos que conhecemos e também a luta diária para arrumar um lugar seguro e também não tão caro para nós e a Maju pousarmos.

Corrente Rio Bonito RJ

No Vlog 2 vocês verão a corrente da Maju se romper a 70 km de Niterói no Rio de Janeiro e a 574 km de casa.

No Vlog7 verão quando perdi minha câmera no mar para Iemanjá.

No Vlog12 dormimos em um hotel tão chinguilingui que tinha escorpião vivo no quarto.

E no Vlog 14 socorremos um cãozinho atropelado por um bêbado e tivemos que pegar um táxi para levá-lo até um veterinário.

Quem tiver interesse em conferir o material, temos uma página no Facebook: www.facebook.com/maronporai e o nosso canal do Youtube é: www.youtube.com/channel/UCT0lxSIwxOyqACWoCS_XsGg

Os links da nossa aventura estão organizados cronologicamente. A ideia em documentar toda a viagem é para termos uma memória dos momentos que vivemos na estrada durante nossa viagem de moto e dividir com nossa família e amigos, e quem sabe, por sorte, inspirar alguém a viajar também!!

Esperamos de coração que vocês gostem dum pedacinho da nossa história que estamos compartilhando com todos.

Um abração.

Bruno e Juliana

Deixar seu comentário

Postar comentário sem fazer login

0 / 2000 Restrição de Caracter
Seu texto deve conter 5-2000 caracteres
Seu comentário será enviado para moderação pelo administrador.