• Américas
  • Publicado em:

Chileno e Argentino fazem viagem de moto até o Alaska

Alaska 1
Argentino e chileno retornando da viagem de moto ao Alasca (Foto: arquivo pessoal)

Quais os ingredientes para realizar um sonho? E até onde ir para tornar o sonho realidade? Dois aventureiros, um chileno e um argentino não se conheciam, mas tinham em comum o sonho de conhecer o Alasca, nos Estados Unidos, em uma viagem de motocicleta. Aventureiros, os dois cruzaram fronteiras, romperam limites e, após quilômetros rodados, chegaram ao gélido estado norte-americano. No percurso, a dupla já passou por 17 países, entre eles o Brasil.

Amigos de viagem se conheceram a caminho do Alasca e contam que foi a viagem dos sonhos de qualquer motociclista.De Buenos Aires, na Argentina, Matias Mendiguren, de 44 anos, saiu no dia 25 de janeiro deste ano. Arquiteto, ele conta que largou o emprego e durante seis meses planejou a viagem. A vontade agora é chegar em casa até o final de novembro.

- É o sonho de qualquer motociclista ir sobre duas rodas ao Alasca, porque é o um dos extremos do mundo. Foi tudo muito emocionante e me sinto realizado. Quando estou em cima da moto a paz toma conta de mim - garante o argentino.

Já o chileno Sebastian Pizarro, de 31 anos, começou a viagem um pouco depois de Matias, no dia 3 de abril. Ele é formado em engenharia e trabalhava num banco em Curico, antes de largar tudo para se dedicar a aventura. Sebastian conta que planejou a viagem durante dez meses e, além de largar o emprego, também vendeu o carro para ajudar a custear as despesas e realizar o sonho.

Alaska 2
Sebastian Pizarro em Deadhorse, Alaska, Estados Unidos (Foto: Sebastian Pizarro, Arquivo Pessoal)

- A viagem foi a melhor decisão que tomei na minha vida. É um sonho cumprido e que vai ficar na minha mente por toda a minha existência - diz o chileno.

Os dois, agora amigos de viagem, se conheceram nos Estados Unidos, durante o percurso, há quatro meses, quando estavam indo para o Alasca. Logo depois se separaram, e na volta para casa se encontraram novamente no Peru, de onde seguem o caminho juntos. Os aventureiros vão se separar novamente e, definitivamente, quando chegarem a Foz do Iguaçu (PR), porque Matias vai para casa, mas Sebastian que ir além.
- Vou para o Ushuaia, na Argentina, o chamado fim do mundo. Ainda tenho esse outro sonho para realizar e só depois vou para casa, até porque estou zerado - diz sorrindo o chileno.

Alaska 3
Sob nevoeiro, Matias Mendiguren fez uma pausa e registra a viagem de motocicleta ao Alasca, nos Estados Unidos (Foto: Matias Mendiguren/Arquivo Pessoal)

Para a aventura, a dupla usou a motocicleta para carregar tudo o que precisam para sobreviver. Um saco de dormir, roupas, água e, acoplado ao veículo, uma bolsa de combustível. Eles garantem que suas máquinas de 450 quilos cada, não deram problema durante a viajem, que foi tranquila sem muitos imprevistos. Além da realização do sonho, os motociclistas trazem na bagagem adesivos com imagens típicas de cada lugar por onde passaram e tudo registrado em fotografia.

- Todas as pessoas deveriam experimentar o que é essa liberdade, essa paz e alegria de sair percorrendo vários países conhecendo gente e lugares diferentes, com temperaturas diferentes. O mundo é tão grande e com certeza viajar de motocicleta tudo fica melhor. O vento e a sensação de libertação é o que move os motociclistas aventureiros - finaliza o argentino Matias.

Os ingredientes, segundo a dupla, vão sendo adicionados a cada passo, a cada conquista, a cada registro e a aventura se torna um sonho realizado.

Última modificação: Qui 6 Nov 2014

Deixar seu comentário

Postar comentário sem fazer login

0 / 2000 Restrição de Caracter
Seu texto deve conter 5-2000 caracteres
  • Nenhum comentário encontrado