Entrar

Festa de 110 anos da Harley-Davidson em Roma

  • Categoria: Europa

Roma Em dezembro de 2012, resolvemos programar nossa viagem pela Itália. Evidentemente, resolvemos fixar a data de ida bem próxima ao evento de comemoração dos 110 anos da Harley-Davidson, que aconteceria no período de 13 a 16/06/2013.

Após participarmos do evento comemorativo em São Paulo, com a maravilhosa homenagem ao Capitão Senra, ficamos super empolgados com o que seria a festa em Roma.

Malas prontas, no dia 10 de junho à noite, pegamos o voo da TAP com escala em Lisboa, chegando ao destino no dia 11/06 pela manhã. devido ao atraso nesse voo, perdemos a conexão para Roma, então, resolvemos fazer um passeio por Lisboa na parte da manhã.

Às 16h30 do dia 11/06 partimos de Lisboa com destino a Roma. Chegamos bem cansados e por volta das 20 horas já estávamos no Hotel.

No dia 12/06 caminhamos por Roma inteira, como se estivéssemos treinando para a maratona que estava por vir durante os 4 dias de festas no Porto de Ostia, onde ocorreria a festa da Harley-Davidson.

Levantamos cedo no dia 13/06 e, após estudar os mapas do metrô, trem e ônibus, partimos em direção ao Porto de Ostia.

Às 9h30 da manhã o céu estava azul anil, sem uma nuvem e o calor previsto era de 37 graus. Uma delícia para caminhar kkkkk.

Estávamos hospedados na região do Borgo Pio, próximo ao Vaticano, a cerca de 1 km da estação de metrô mais próxima. Pegamos o metrô para descer na estação Pirâmide, onde iríamos pegar o trem para o Porto de Ostia. Percorremos seis estações e chegamos na estação Pirâmide onde iríamos fazer baldeação para pegar o trem. Informa aqui, informa dali, embarcamos no "binário 3", de onde parte o trem para o Porto de Ostia. Dentro do trem vimos os Harleiros de diversos países: Espanha, Holanda, Dinamarca, França, Portugal dentre outros. A festa já estava iniciada.

Percorremos umas sete estações e descemos junto com os outros Harleiros na estação "Ostia Antiga", achando que era ali o evento. Logo após descermos, percebemos o engano. A estação correta era "Lido Centro" e não "Ostia Antiga". A estação estava deserta, não havia ninguém, a não ser duas senhoras italianas super simpáticas, que logo nos informaram que teríamos que descer na estação lido Centro e em seguida pegar um ônibus com destino ao Porto de Ostia.

Sentamos no banco da estação e parecia que o trem seguinte só chegaria uns dois dias depois por causa do completo deserto de pessoas e um calor escaldante. Parecia que estávamos num daqueles filmes que retratam o fim do mundo e nós éramos os únicos sobreviventes. Rimos demais da situação. Não demorou nem quinze minutos e outro trem apareceu. Quase pulamos na frente de alegria. Embarcamos novamente na certeza de que agora chegaríamos tamanha a ansiedade.

Descemos na estação "Lido Centro" e em seguida embarcamos no ônibus em direção ao Porto de Ostia. Ônibus lotado de Harleiros, temperatura interna de 40 graus, uma sauna, mas não estávamos nem aí. Tínhamos que chegar custasse o que custasse.

Gastamos umas três horas, mas CHEGAMOS.

RomaLogo ao descermos do ônibus, o som inconfundível das máquinas soava por todos os lados, uma multidão de motos de todas as partes... Caminhamos até avistar o Portal de recepção da festa.

O local do evento escolhido pela Harley-Davidson não poderia ser melhor. Na verdade, o Porto de Ostia é uma enorme marina, onde ficam diversos e maravilhosos veleiros, lanchas e iates. Possui ainda uma imensa praia, que por sinal era onde estava montado o enorme palco para os Shows de diversas bandas que se apresentariam.

Começamos a caminhar e, a cada passo, ficávamos admirados com a organização do evento. Lojas e mais lojas de diversas partes da Europa. Tudo que se imagina em termos de artigos e materiais para as Harley-Davidson tinha ali. Os mais variados restaurantes, uma área imensa para o HOG, super bem decorada e com um atendimento impecável.

A essa altura, estávamos igual camelo no deserto e fomos direto entrar de boca na cerveja gelada, pois o calor era tremendo. havia um restaurante do McDonald's espetacular, grande, que atendia a todos com eficiência e rapidez. Detalhe: dentro do McDonald's, a temperatura era de 18 graus, um verdadeiro oásis.

RomaPasseando pelo complexo, avistamos em uma mesa nada menos que Willie G e Bill Davidson, autografando capacetes, casacos, camisas, uma festa só. Estavam lá prestigiando o encontro e reforçando o espírito Harley-Davidson de vida.

Vimos Harleiros até da Finlândia, era realmente um mega encontro. Mesmo com todo o espaço existente no Porto de Óstia, era gente que não acabava mais.

A máquina fotográfica descarregou a bateria e tivemos que recarregar, pois não havia modo de parar de tirar retrato. Tudo era muito exótico e diferente de tudo aquilo que já estávamos acostumados a ver. As Harley-Davidson customizadas eram simplesmente uma obra de arte. Era tanta moto bonita, que não dávamos conta de registrar tudo.
No primeiro dia, ficamos até a noite e voltamos novamente para o Hotel, seguindo a mesma rota da ida, mas sem errar a estação kkkkkkk.

No dia 14/06, sexta-feira, fomos para o Villaggio Foro Itálico, outro local onde simultaneamente ocorria o evento. Nesse local também ocorriam shows musicais, exposição de motos customizadas, diversas lojas de representantes europeus, restaurantes, Jumpstar, HOG.

O Foro Itálico é bem perto do Vaticano, cerca de 5 km, e encaramos uma boa caminhada até lá. Mais uma vez tudo muito bem organizado, motos lindas por todos os lados, Harleiros de toda a europa, uma confraternização fantástica.

RomaQual não foi nossa surpresa quando, andando pelo complexo, demos de cara com Bill Davidson. Conversei com ele, falei da festa em São Paulo, ele disse que adorou o evento no Brasil, a homenagem prestada ao Capitão Senra. Super simpático, ficou impressionado de estarmos ali prestigiando o evento, vindos de tão longe. Registrei o encontro e saí dali feliz com a sorte de poder ter conversado, ainda que brevemente, com o Bill Davidson.

Ficamos até tarde participando dos eventos.

Nos dias 15 e 16 retornamos ao Porto de Ostia, aproveitamos ao máximo os diversos shows que rolavam diariamente e fizemos excelentes amizades, pois o espirito Harley-Davidson contagiava a todos que ali estavam.

Foi uma experiência inesquecível e que jamais será esquecida.

Cesar Eduardo e Jane

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização