Entrar

Atlântico – Pacífico: As belezas do extremo sul das Américas

  • Categoria: América do Sul
Viagem de moto pela América do Sul

A expedição “Atlântico – Pacífico: As belezas do extremo sul das Américas” faz parte de um plano ainda maior que objetiva conhecer a América do Sul e Central sobre duas rodas, as belezas da Patagônia Argentina e Chilena, primeiramente, descendo pelo Atlântico até a cidade de Ushuaia, conhecida como “El fin Del mundo” por se tratar da cidade mais austral do hemisfério Sul antes do continente antártico. A partir daí, iniciar em sentido oposto pelo Pacífico, a exploração da Patagônia chilena através da Cordilheira dos Andes até a capital Santiago e, na sequência, o retorno pela rodovia oceânica Panamericana até a cidade de Antofogasta no deserto de Atacama, ainda no Chile. Por fim, cruzar a Bolívia de oeste a leste, retornando a Cuiabá.

Viagem de moto pela América do Sul

Esse trajeto reúne em uma só viagem uma grande variedade de ecossistemas e culturas distintas. Serão 16.000 km percorridos por 5 países: Brasil, Paraguai, Argentina, Chile e Bolívia, com altitude variando entre 0 a aproximadamente 5.000 mnsm e temperatura entre 40 a -10 graus Celsius.

Trajeto esse que será realizado em uma XT660, a tradicional big trail da Yamaha.

As belezas da Patagônia

A viagem será dividida em 3 etapas. A primeira refere-se ao caminho no sentido norte-sul e tem a cidade de Ushuaia como objetivo geográfico a ser alcançado. A saída do Brasil se dará por Pontaporã rumo a Assunção, capital do Paraguai, seguindo pelos pampas e serras que levam à capital Argentina, Buenos Aire, às margens da Foz do Mar Del Plata.

O nível da aventura deve aumentar a partir da capital argentina onde será percorrida uma grande quilometragem, distante dos centros urbanos e sem muitos atrativos e paradas. Será também um teste de resistência física e equilíbrio emocional já nessa primeira fase. Puerto Madry na costa argentina é o primeiro atrativo natural dentro da Patagônia central, onde será feito um passeio pela península Valdez, patrimônio mundial desde 1999. A região abriga uma grande variedade de espécies de animais, conservando um ecossistema bastante peculiar, com espécies marinhas como baleia, pingüim, leão marinho, foca, dentre outros.

Viagem de moto pela América do Sul - Baleias

O caminho até o Ushuaia ganhará, a partir de então, características peculiares da região sul da Patagônia, a “Terra Del Fogo”. A paisagem é a grande protagonista, com a presença cada vez mais constante dos lagos Andinos, picos nevados e ilhas do oceano Atlântico que emolduram o Estreito de Magalhães, referência marcante que nos leva a cidade de Ushuaia, a partir daí só o continente branco: a Antártica.

Viagem de moto pela América do Sul - Ushuaia

Além da cidade mais austral do mundo, os principais destinos dessa região são: El Calafate, porta de entrada para o fascinante território dos glaciais e El Chatén, capital do trekking, com seu mítico cerro Fitz Roy! A 80 km da cidade de El Calafate, umas das maravilhas naturais do planeta: o Glaciar Perito Moreno!

Superados os objetivos e desafios do extremo sul das Américas, inicia-se um novo caminho em sentido oposto – Sul-Norte, alternando caminhos entre Chile e Argentina. A região de Aysén, uma das mais austrais do Chile, é conhecida por seus grandes lagos, atrações turísticas da região.

Seguindo pela carreteira austral, passa-se pelas pitorescas cidades de Tortel, Cochrane, Villa O'higgins, Puerto Puyuhuapi entre outras, iniciando, mais ao norte, a rota 40 que passa pelas belezas do Caminho dos Siete Lagos até San Carlos de Bariloche.

Próximo destino: Santiago, a charmosa capital do Chile, famosa pela arquitetura, cultura e gastronomia, além disso, a apenas 50 km da capital e a 2 mil metros a mais, uma das paisagens mais deslumbrantes do continente: o Valle Nevado, um mar de montanhas escarpadas, selvagens, branquinhas, que compõem a fascinante estação de esqui.

Viagem de moto pela América do Sul - Sete Lagos - Chile

Depois de Santiago, o objetivo é o retorno para Cuiabá, porém isso não representa o fim da aventura e da adrenalina. O retorno será pela rodovia Pan-Americana, margeando o Oceânico Pacífico até a cidade de Antofogasta, portal do deserto de Atacama. Agora de costa para o mar, o caminho é cruzar a fronteira com a Bolívia, já perto do último grande atrativo: o Salar de Uyuni, a maior planície salgada do mundo.

Estrutura, desafios e objetivos

Uma viagem longa de moto exige muito mais que prudência, coragem e disposição. Um bom planejamento estratégico, equipamentos pessoais e para a moto, são indispensáveis para prover segurança e conforto, resultando, consequentemente, numa viagem sem estresse ou surpresas desagradáveis. Além disso, a viagem torna-se muito mais atrativa se houver um foco extra, além de conhecer os lugares turísticos da rota planejada.

Nesse contexto, a expedição Atlântico – Pacífico: As belezas do extremo sul das Américas tem por objetivo registrar, pessoalmente, as belezas da Patagônia, sob o ponto de vista geográfico, cultural, num turismo de aventura.

Geográfico, por reunir nesse trajeto, uma grande variedade de ecossistemas. A fauna e flora mudará a cada km rodado, entre o Pantanal e os Glaciais o extremo sul, hora pampas, hora deserto, hora 40 graus , hora -10 graus, ora 0 msnm, hora acima de 4000 msnm.

Cultural, por cruzar vários países, conhecendo várias culturas, hábitos, estruturas sociais, revelando, a cada quilometro, a história social que resulta no atual continente sul americano.

Por fim, ressaltar as belezas do continente, sob o ponto de vista de uma viagem de aventura, na qual se pretende divulgar imagens e reunir informações do trajeto, custo de hospedagens, entre outros, para quem tem interesse na viagem de moto ou que simplesmente pretende viajar a baixo custo, estimulando o espírito aventureiro de quem sempre quis viajar pela região, Ademais, a intenção também é relatar o contato direito e constante com os aspectos climáticos como o vento e a temperatura em uma viagem de moto.

Para tudo isso se concretizar, faz-se necessário uma estrutura organizada, a fim registrar com qualidade as imagens e poder postar publicamente na internet, em tempo real.

Para alcançar esses objetivos a tabela abaixo resume o custo da infra-estrutura necessária para execução do projeto, considerando equipamentos fotográfico, acessórios para a moto e o motociclista, além do custo estimado na viagem.

Vale ressaltar que esses valores referem-se a uma viagem econômica com hospedagem em albergues e alimentação básica.

TABELA RESUMO DE CUSTOS GERAIS
ITEM DESCRIÇÃO OBS OBJETIVO SITUAÇÃO CUSTO
EQUIPAMENTO PARA REGISTRO DA VIAGEM
1 Máquina fotográfica SLR   Fotografar com qualidade profissional OK 0
2 Lente 55-250 compatível   Proporcionar melhor enquadramento das imagens Falta 650
3 Máquina Go Pró Equipamento fixado no capacete e na motocicleta Filmar com qualidade HD em grande ocular a visão do motociclista ao pilotar nas estrádas características de cordilheira Falta US$ 370-650
4 Netbook ou tablet   Postar e atualizar através de blog as imagens e experiências Falta 1500
REGISTRO DE IMAGENS - TOTAL 2800
EQUIPAMENTOS PARA A MOTOCICLETA
1 Pneus novos Mitas E08   OK 0
2 Revisão Geral     Falta 150
3 Baú principal   Equipamentos, ferramentas e objetos mais pesados, OK 0
4 Alforges laterais   Comidas e roupas Falta 450
5 Apoio frontal   Descanso para os pés e proteção para a moto OK 0
6 Pára-brisas   Proteção contra o vento OK 0
7 Câmeras de ar reservas     Falta 90
8 Remendo expresso     OK 0
9 GPS   Orientação e mapeamento do roteiro OK 1515
10 Óleo de motor     OK 0
CUSTO EQUIPAMENTOS PARA A MOTOCICLETA - TOTAL 2505
EQUIPAMENTOS PARA O MOTOCICLISTA
1 Capacete   Proteção contra o vento OK 0
2 Conjunto impermeável de jaqueta e calça   Proteção e impermeabilidade para chuva e frio OK 0
3 Segunda pele   Proteção contra o frio Falta 245
4 Luvas impermeáveis   Proteção e impermeabilização Falta 379,05
5 Botas impermeáveis   Proteção e impermeabilização Falta 568
6 Balaclava   Proteção contra o frio Falta 89,3
CUSTO EQUIPAMENTOS PARA O MOTOCICLISTA - TOTAL 1281,35
CUSTO DURANTE A VIAGEM
1 Gasolina     Falta 2400
2 Hospedagem Albergues   Falta 800
3 Alimentação     Falta 960
CUSTO DURANTE A VIAGEM - TOTAL 4160
TOTAL GERAL 10446,35

Frases

Quando viajamos, o tempo adquire uma dimensão diferente, e a cada momento se transforma numa experência única. (Henrietta Brown)

Inicie a viagem como se fosse uma criança, curiosa e alegre; durante o trajeto, desfrute como um adulto respeitoso e solidário; quando retornar, sinta-se como um ancião sábio que voltará a ser criança amanhã. (Mercedes Sáenz)

O vento sempre favorece o viajante que conhece seu rumo. (Stuart Avery Gold)

A viagem de mil milhas começa com um passo. (Lao Tsé)

Embora viajemos para encontrar a beleza, devemos levá-la conosco, ou não encontraremos. (Ralph Waldo Emerson)

As viagens são na juventude uma parte da educação e, na velhice, uma parte da experiência. (Francis Bacon)

Nosso destino nunca é um novo lugar, senão uma nova forma de ver as coisas. (Henry Miller)

Viajar é a experiência de deixar de ser quem você se esforça para ser, e se transformar naquilo que você é. (Paulo Coelho)

O mundo é um lugar que ninguém conheceu ainda pela descrição. É necessário percorrê-lo a gente mesmo para saber do que se trata. (Philip Dormer Stanhope)

O homem percorre o mundo em busca daquilo que necessita e ao voltar para casa, o encontra. (George Moore)

Quando viajamos se restabelece a harmonia original que existiu um dia entre o homem e o universo. (Anatole France)

Considerações finais

Viagem de moto pela América do Sul - Ushuaia

Quando voltei da primeira viagem de moto voltei com a sensação que havia descoberto uma paixão para toda vida, levei ao menos um mês para voltar a realidade, são tantas paisagens, lugares, pessoas, comidas e costumes diversificados que voltar a rotina dependeu de uma boa estratégia mental.

Nessa aventuras parece haver um mundo paralelo que só e capaz de ser explorado sobre duas rodas, na estrada em direção a um lugar distante. O tempo para e os dias se confundem, a saudade aperta. Mas a experiência é indescritível. Uma paixão incompreensiva.

Posso afirma que voltamos mais fortes, experientes, parceiros, desapegados. Porém nas viagens anteriores sinto que perdi a oportunidade de registrar melhor as paisagens, as pessoas e seu hábitos. Dia 26 será o início de uma nova aventura, com um perfil diferenciado, com o objetivo de registrar com qualidade e dividir a experiência de uma aventura sobre duas rodas interagindo com o caminho quilometro a quilometro.

Comentários (17)

  1. Osvaldo Paris

Tudo Joia Gustavo!!!?<br />Então to fazendo umas modificaçõezinhas no meu percuso...vou postar aqui essa semana ainda...<br />Mais meu e-mail é: os.paris@gmail.com<br />Pelo que percebi vamos fazer a viagem no sentido oposto, eu vou descer pelo atlântico e subir pela Ruta 40 e carreteira...

Tudo Joia Gustavo!!!?<br />Então to fazendo umas modificaçõezinhas no meu percuso...vou postar aqui essa semana ainda...<br />Mais meu e-mail é: os.paris@gmail.com<br />Pelo que percebi vamos fazer a viagem no sentido oposto, eu vou descer pelo atlântico e subir pela Ruta 40 e carreteira austral...<br />Sendo assim e bem possível que a gente se encontre no meio do caminho!!! Vamos ver!!!!<br />Abraços!!!

Ler Mais
  1. Gustavo Boisson

E ai osvaldo,<br />tudo tranquilo? Muito bom o blog. Conheci hoje!<br />Eu vou pro ushuai +- meio de janeiro, desco pela carretera austral e volto pela ruta 3. levo uns 40 dias do total, vou de xt também.<br />Qual o percurso que você vai fazer?<br />Me passa um email que a gente vai trocando...

E ai osvaldo,<br />tudo tranquilo? Muito bom o blog. Conheci hoje!<br />Eu vou pro ushuai +- meio de janeiro, desco pela carretera austral e volto pela ruta 3. levo uns 40 dias do total, vou de xt também.<br />Qual o percurso que você vai fazer?<br />Me passa um email que a gente vai trocando umas informações.<br />abraços<br />Gustavo

Ler Mais
  1. Osvaldo Paris

Ei Fred...tentarei atualizar sempre que possível com as melhores fotos....Vamos juntos nessa!

  1. Osvaldo Paris

Bacana Carlos, Moro em Cuiabá se precisar de algo e só falar!!!!

  1. Rômulo Provetti

Bacana Carlos. Nos mantenha informados sobre sua viagem para podermos acompanhar.<br /><br />Abraços

  1. Carlos H. Maia Trindade

Em 2003 fiz essa viagem pilotando uma XT600.Solo.<br />Nao fui a antofagasta!<br />Moro nos EUA e estou planejando ir para o Brasil em uma KLR 650.<br />Ja esta tudo pronto.So falta decidir a hora.<br />Muita sorte e um abraco.

  1. Frederico Martins Montanha

Faaala Velho Oz!<br />Vamos acompanhar suas aventuras! Que legal essa idéia de compartilhar a viagem com todos nesse website! Muita boa sorte pra você!<br />Grande abraço!

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização