Deserto do Atacama

Saímos de Mendoza bem cedo, pegamos uma reta de 200 km e chegamos a São Luis. Outra reta de 100 km e chegamos a Mercedes. Pegamos outra reta de 100 km e chegamos a Rio Cuarto. Pegamos o restante em uma estradinha complicada até Villa Maria. Ainda bem que era domingo, porque a estrada não ajudava.

O relógio nem precisou tocar. Às 5h40 a Nat já estava de pé! Vontade de deixar logo o hotel. Abastecemos as motos e sentamos o pau! Voltamos a ver muitas plantações e insetos estourando nas bolhas e viseiras. No deserto não tem. Acabaram os vinhedos. O negócio agora era milho, soja, trigo e boi.

Acordamos cedo para chegar a Foz a tempo para aproveitar os passeios na parte da tarde! Essa era a nossa vontade. Rodamos uns 120 km e paramos para abastecer. Quando saímos do posto fomos surpreendidos por um bando de trabalhadores sem "alguma coisa", fechando a estrada com pneus e abrindo faixas de reivindicações.

Página 2 de 3

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.