Deserto do Atacama

Entre fevereiro e março de 2017, três motociclistas de Belo Horizonte, Gustavo Prata, Natália Ribeiro e Renato Santana, realizaram uma viagem de moto até o Deserto do Atacama no Chile, passando ainda por Mendoza e Foz do Iguaçu.

12º dia - Bahia Inglesa - Pichidangui

Acordamos cedo e saímos sem café da manhã. A intenção era tomar café da manhã na estrada. Seguimos em direção a Copiapó e passamos pelo contorno. Não encontramos posto de gasolina e nem local para o café.

13º dia - Pichidangui - Mendoza

As acomodações das cabanas eram muito aconchegantes, cama espetacular e um clima frio do litoral. Acordamos e saímos para um café. Não tinha. Cidade pequena, havia somente uma "mercearia" onde conseguimos comprar pães e fazer sanduíche com "jamon e queso".

14º dia - Mendoza

Passeios por Mendoza, degustação de vinhos, carnes macias (ojo de bife, bife de chorizo), cidade bonita, mais vinhos e mais vinhos.

15º dia - Mendoza

Redator chefe, Coronel Santana em primeira pessoa: - Passeios, degustação de vinhos, carnes macias (ojo de bife, cordeiro), cidade bonita, mais vinhos e mais vinhos.

16º dia - Mendoza - Villa Maria

Saímos de Mendoza bem cedo, pegamos uma reta de 200 km e chegamos a São Luis. Outra reta de 100 km e chegamos a Mercedes. Pegamos outra reta de 100 km e chegamos a Rio Cuarto. Pegamos o restante em uma estradinha complicada até Villa Maria. Ainda bem que era domingo, porque a estrada não ajudava.

17º dia - Villa Maria - La Paz

O relógio nem precisou tocar. Às 5h40 a Nat já estava de pé! Vontade de deixar logo o hotel. Abastecemos as motos e sentamos o pau! Voltamos a ver muitas plantações e insetos estourando nas bolhas e viseiras. No deserto não tem. Acabaram os vinhedos. O negócio agora era milho, soja, trigo e boi.

18º dia - La Paz - Posadas

Checamos o mapa antes de sair e tínhamos 2 opções: a primeira era passando sentido Paso de Los Libres, a outra era por Goya. Seguimos por volta das 8h30 Goya.

19º dia - Posadas - Foz do Iguaçu

Acordamos cedo para chegar a Foz a tempo para aproveitar os passeios na parte da tarde! Essa era a nossa vontade. Rodamos uns 120 km e paramos para abastecer. Quando saímos do posto fomos surpreendidos por um bando de trabalhadores sem "alguma coisa", fechando a estrada com pneus e abrindo faixas de reivindicações.

20º dia - Parque Nacional Iguaçu (BR) e Iguazu (AR)

Foz do Iguaçu foi a cidade escolhida para fechar com chave de ouro a nossa viagem de moto. Uma das 7 maravilhas da natureza. No período da manhã fomos para o lado da Argentina conhecer a famosa Garganta do Diabo.

21º dia - Foz do Iguaçu - Cornélio Procópio

O café do hotel em Foz foi caprichado. Pudemos também voltar a saborear o nosso pãozinho de sal com ovo e queijo. Saímos por volta de 8h e fomos em direção à Maringá. Na saída, céu nublado e muito trânsito.

Conteúdo relacionado - América do Sul