Entrar

7º dia - San Salvador de Jujuy - San Pedro de Atacama

Viagem de moto até o Deserto do Atacama

Saímos às 8h de Jujuy e paramos em Purmamarca para compras básicas da Nat! Aí começou a verdadeira subida. No Chaco, muita reta. Aqui, muita curva e muuuuita curva em subida. Só quem passou por aqui sabe como é.

No primeiro platô, paramos nas Salinas Grandes e foi uma festa para o Gustavo e Nat! Muitas fotos, caminhada e saltos. Resultado da farra: "punaram" os dois. Gustavo com sonolência e Nat com uma baita dor de cabeça. Parênteses: "puna" é o mal da altitude. Ar rarefeito e menos oxigênio no cérebro. Quando estive em Cuzco aprendi com um peruano que no primeiro dia de altitude se anda "despacito", se come "pouquito" e se dorme "solito"! Fecha parênteses.

Paramos em Susques para abastecimento, chá de coca nos dois e lanche rápido. Na aduana foi demorado. Tinha ônibus com turistas e alguns carros.

Como o sol estava forte não colocamos a segunda pele e a cordilheira não perdoa quem a desafia. Andamos poucos quilômetros e bateu um ventão contra e muito frio. Muuuuuiiiito frio!

Tivemos que suportar até a fronteira com a Bolívia e aí é uma descida até San Pedro. Descendo a temperatura foi aumentando.

Chegamos ao hotel e, depois de instalação e banho, fomos ao centro para fechar os pacotes de passeios.

Fomos jantar bem tarde e os dois punados estavam quase dormindo na mesa! A juventude é ótima! Depois da pauleira que passamos os dois fecharam 4 passeios em 2 dias. Sairão de madrugada e voltarão para jantar! Haja vontade e preparo físico! Eu fiquei descansando por hoje e responsável pela escrita, revisão e aprovação do diário. Vou deixar as fotos e as observações para o Gustavo, sobre as experiências da sua primeira cordilheira, aquela que ninguém esquece!

Este diário foi escrito pelo redator chefe, Renato Cesar Santana.

Experiências (escrito por Gustavo)

Os relatos do Coronel Santana valeram de muita experiência pra mim. Eu de verdade ainda não tenho palavras para descrever o trecho percorrido da Cordilheira dos Andes, ainda estou absorvendo. Ela é imponente! Linda! Não tenho palavras para descrever a emoção de atravessá-la. Fazer a cordilheira é uma coisa que eu desejo a todo motociclista apaixonado. Eu e Nat viemos no comunicador, rindo, gritando, o frio apertava mas o visual era uma coisa de louco.

Aprendi como é a sensação do ar rarefeito. Realmente, andar de passinho em passinho é a primeira dica.

Curiosidades sobre o Passeio à Piedras Rojas (05/04/17)

  • Aprendemos que a vegetação no deserto não é somente cactos, predominantemente há uma vegetação rasteira de nome coiron ou passa brava.
  • Aprendemos também que existem quatro animais amigos, não são somente lhamas. Os outros são: guanaco, alpaca e vicunha, cada um predomina em determinada altitude.
  • A espécie vicunha , tem pelos com fibras mais finas do mundo e por isso 1 kg do pelo vale em torno de 100 mil dólares. Esta espécie também vive em comunidade poligâmica, um macho tem entre 12 a 16 parceiras e quando nasce outro macho há duas opções: o macho filho abandona o grupo e vai formar sua própria família ou eles brigam até um arrancar os testículos do outro. Quem vence leva a família.

Comentários (0)

Não existem comentários postados aqui ainda.

Deixar seu comentário

Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização