Viagem de moto pela Argentina

Apesar de dormir bem à noite, saí tarde de Corrientes. A ansiedade era grande para chegar logo ao Brasil. A estrada contorna o Paraguai o tempo todo, mas apesar de próximo, não cheguei a ver a fronteira com aquele país. A partir de Posadas, pela primeira vez eu passava por uma estrada que já havia percorrido nesta viagem. Alguns lugares eu reconheci, outros não.

Cheguei à Aduana. Como na entrada, uma fila grande e muita demora. O motivo são as inspeções detalhadas feitas pelos fiscais, como a da foto acima.

E finalmente a fronteira. Estava com saudades de casa. Em Foz optei por um hotel diferente do que fiquei na ida, muito melhor e confortável.

Abasteci a moto em um posto, andei um pouco com ela e passei a observar que sempre que giro a chave na ignição a luz da injeção acende e apaga normalmente. Depois que ligo a luz volta a acender por alguns segundos e apaga. A moto estranhou a gasolina.

À noite fui a um restaurante de comida japonesa, onde comi um rodízio de pratos típicos daquele país. Muito bom.

Comentários (2)

This comment was minimized by the moderator on the site

Dez anos depois estou lendo seus relatos. Simplesmente incrível , meus sinceros parabéns.

This comment was minimized by the moderator on the site

Obrigado pela mensagem, Rodrigo.
Voltei ao Atacama recentemente e, mesmo depois de tantos anos, o relato continua atual e vivo na memória.
Abraços

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia