Bem, diante da situação não há muito o que fazer, é relaxar e esperar. Aproveitamos para conhecer um pouco da cidade. Nosso amigo Hector, amigo do Roberto, nos levou para almoçar e depois para uma visita cultural ao museu de Paleontologia e ciências naturais de Trelew.

Na quarta-feira, como era esperado, Ivan e Hector foram até a rodoviária e para a surpresa a peça só chega no dia seguinte as dez horas. Nossos amigos, Roberto e Hector nos levaram para jantar onde apreciamos um excedente vinho com cordeiro.

Na manhã buscaram a peça na rodoviária e foram montá-la. Para a grande tristeza de todos ao realizar os testes concluíram que o defeito está no alternador. Esta peça, em especial, é de difícil acesso, assim este serviço deverá ser feito na concessionária devido as necessidades de ferramentas próprias e disponibilidade da mesma.

No entanto, diante da Notícia Ivan decidiu seguir viagem do jeito que estava. Alcançamos a rodovia e andamos quarenta quilometros e a moto resolveu parar de vez. Fim da linha. Ivan acionou o seguro e nossos amigos, Hector e Roberto que prontamente foram nos resgatar. Como não haveria possibilidade da moto seguir o seguro vai leva la para Buenos Aires e Ivan vai embarcara num voo direto. Ruy e eu seguimos juntos.

Dormimos no caminho e na sexta chegamos em Mercedes, cidade próxima a Buenos Aires onde Ivan desembarcará. Ruy e Ivan tinham se comprometido de me acompanharem até a cidade de Gualeyguaychu, cidade onde minha esposa Beth e eu fomos hospitalizados seguida da morte dela em virtude de uma colisão traseira na nossa moto quando trafegavamos na Ruta 40 rumo a Buenos Aires, em agosto de 2011. Entretanto, ao longo da viagem, vinha sentindo que esta visita ao local onde tudo ocorreu era algo que deveria enfrentar sozinho.

Assim expliquei a situação ao Ruy e posteriormente ao Ivan pelo telefone. Ambos resistiram em abrir mão do comprimisso assumido mas diante do meu pedido, como bons amigos que são, concordaram. Assim amanhã sigo para Gualeyguaichu e Ruy para Buenos Aires afim de encontrar o Ivan.

SUPERAÇÃO
Luciano, Ivan e Ruy

Comentários (3)

Esse é em especial para o Ivan. Prezado amigo. Assim que chegarem, vamos para a rua Tupis no Mercado Novo (Tico e Teco), tomar uma gelada e comer aquele torresmo pururuca. Vale a pena até os problemas. São histórias de superação para serem narradas. Sds estradeiras Zé Guima

  1. Edgard B.

Eu tinha escrito para o Ivan, fazer o teste do Estator com uma lampada de 120volts, ou um voltimetro!E checar todas as 3 fases do altenador e que se tivesse uma fase queimada a lampada não acenderia, Teste este de facil fazer "Pergunta que não quer calar" fizeram o cheque? Parece que não!!!. Desculpe a minha franqueza mas,eu tinha escrito isto a muito tempo. Penso que faltou um pouco de atenção de todos os mecanicos que mexeu nesta moto. (Desculpe mais uma vez)

  1. Carlos Adão Cruz

Bom dia pra todos, é, a vida tem destas partidas, quando tudo indicava que estaria resolvido, eis que o verdadeiro problema surge prega a partida no Ivan, mas tudo bem não fiquem trites pelo episódio, será bom recordarem todas estas epopeias vividas nestes dias, continuação de boa viagem, e boas aventuras para os resistentes, Ruy e Luciano: Abraços do Portuga

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.