Acordei tarde, pois o programa de hoje era um tirinho de apenas 120 milhas até Gettysburg. Aproveitei para colocar a correspondencia em dia, principalmente junto aos credores que, como por milagre, se multiplicam à medida em que a viagem vai chegando a seu final.

Estou pensando sériamente em pedir asilo político, ou econômico, a uma dessas potências da America Central.

Quem sabe não consigo emprego num paraíso fiscal apenas para cuidar de "recursos não contabilizados" pelos nossos patrióticos políticos? Bem, deixemos sonhos e pesadelos de lado e vamos em frente.

Estados Unidos

Após cuidar da correspondência e perder o horário do café da manhã, montei na minha fiel escudeira. Vestido à caráter, capacete afivelado, o ritual da partida tem início: recolher o descanso lateral mantendo a Camila equilibrada apenas com uma leve pressão da parte interna da coxa, ignição ligada, chave run off desativada, afogador a 60 graus, um leve toque no botão de start e os 4 cilindros flat acordam. Um pouco descompassados no inicio, mas rápidamente em harmonia para produzir a música que embala meus melhores sonhos e nesse momento, mais uma vez, o milagre acontece: volto aos meus 25 anos quando nada me parecia impossível e a felicidade estava logo ali, bem ao alcance da mão de quem ousasse agarra-la.

Meus amigos, posso não te-la agarrado pelo tempo que queria, mas poucos, muito poucos mesmo, estiveram tão perto de faze-lo. Bem, renovado na idade e com a Camila contornando as curvas com garbo e "donaire" num cenário rural que remetia às Gerais da minha infância, eu seguia para o encontro com a Guerra Civil que marcou profundamente esta grande nação. Próximo a meu destino, já em Gettysburg, avisto um imenso gramado contornando um belo lago e um pequeno restaurante ao lado, passei batido, mas a imagem não me saía da cabeça e não tive alternativa a não ser contornar e voltar uns 3 ou 4 km. Valeu a pena, como sempre, vale quando "ouvimos" nossa intuição. O restaurante era gerido por uma família simpatissíssima e a comida maravilhosa além de barata. Para completar um visual que fui obrigado a registrar na minha já desconjuntada Sony.

Maryland 005

Termino a sessão de fotos e parto para o hotel para um descanso não tão merecido, pois a tarefa de hoje foi moleza. Cheguei ao hotel com os mesmos 25 anos que sai de Johnstown. Muito bom isso.

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.