Tenho uma Harley-Davidson Sportster 1.200 CB e neste mês fiz com ela uma viagem de 4 dias, durante os quais percorri um 2.049 km para conhecer a estrada do Rastro da Serpente e a Serra do Rio do Rastro.

Dia 1 - 06/08 – de Salto (SP) até Curitiba (PR) pela estrada do Rastro da Serpente. Foram 432 km percorridos.

Sai de Salto às 6 horas da manhã e toquei até Capão Bonito, onde parei no bar Portal do Rastro da Serpente para conhecer.

Aqui começa a estrada do Rastro da Serpente. Fui até Apiaí onde fica a próxima parada. Comi alguma coisa, comprei uns adesivos, abasteci e pau na máquina.

Passei por Ribeira, Adrianópolis e Tunas. A estrada está excelente. Somente em Adrianópolis que tem um trecho ruim, mas estão arrumando.

Cheguei a Curitiba às 16h30. Fui para o hotel descansar, pois esse trecho foi bastante tenso.

Dia 2 - 07/08 – de Curitiba até Bom Jardim da Serra (SC), percorrendo a Serra do Rio do Rastro. 477 km percorridos.

Saí de Curitiba por volta das 9 horas com uma neblina forte e frio intenso. Parei somente para abastecer, tomar café e, claro, uma parada para almoço.

Viagem de Moto Serra do Rio do rastro

Após comer uma deliciosa costela, segui viagem pela BR-101 até a cidade de Tubarão (SC). De tubarão fui até a cidade de Lauro Miller (SC), onde começa a subida da Serra do Rio do Rastro. Faltavam 60 km, mas levei 1 hora e meia para percorre esse trecho, pois a estrada vicinal passa por dentro de cidades, tinha muito tráfego e muitas lombadas. Existe outro trajeto indo pela SC-390, margeando o rio tubarão, o GPS me indicava esse caminho, mas parei no posto Presidente para pedir informações e o frentista me falou para ir pelo caminho que percorre a SC-370.

Às 17h cheguei à cidade de Lauro Miller. Parei em um bar e me informei sobre a estrada para serra, o dono do bar me disse que o legal era subir nesse horário e descer à noite pois a serra é iluminada.

Subi a Serra do Rio do Rastro. Levei aproximadamente 40 minutos e parei no mirante, que tem uma estrutura com posto policial, lanchonetes, lojas de souvenirs e amplo estacionamento. Já eram quase 18 horas e as lanchonetes e lojas estavam fechando. Eu estava muito cansado, então fui até a cidade de Bom Jardim da Serra, que fica a 10 km do mirante. Chegando lá abasteci a moto e fui procurar uma pousada. Encontrei a pousada Tafona, do Paulo, pousada simples e muito aconchegante com um ótimo café da manhã.

Viagem de Moto Serra do Rio do rastro 2

Dia 3 - 08/08 – de Bom Jardim da Serra até Florianópolis (SC). 232 km percorridos.

Na manhã seguinte voltei até o mirante da Serra e, para minha surpresa, tinha vários Quatis, animais da fauna local acostumados com os turistas que lhes dão alimentos e ficam por ali.

Tirei algumas fotos e desci a Serra do Rio do Rastro, voltando agora pela SC-390 até Florianópolis.

Em Florianópolis, parei para visitar a concessionária da Harley Davidson. Me hospedei em um hotel. À noite peguei um Uber e fui jantar no restaurante Ostradamos. Depois fui ao Boteco Ze Mané, onde tomei uma deliciosa caipirinha.

Viagem de Moto Serra do Rio do rastro

Dia 4 – 09/08 - de Florianópolis até Salto. 711 km percorridos.

Sai do hotel e fui até a praia da Joaquina, passando pela lagoa da Conceição e parando em um mirante para tirar fotos.

Em seguida peguei a BR-101 até Curitiba, onde entrei na BR-116 até Juquiá. Vim pela Serra de Juquiá, mas não vale a pena, muitos buracos e estradas vicinais até Sorocaba, mais seguro e mais rápido ir pela BR-116 até o rodoanel Mario Covas.

Valeu a aventura. A sensação de pilotar uma Harley-Davidson na estrada é indescritível: muito confortável, estabilidade nas retas e curvas e o motor, nem se fala, sobra torque.

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia