Amanheceu muito frio na capital chilena, faziam - 2 °C quando saímos ao mercado localizado perto da casa do Juan para comprar o café da manhã.

Aproveitamos o dia e fomos primeiro ao centro para trocar alguns dólares por moeda chilena visto que havíamos "canbiado" somente o suficiente para chegar à casa do Juan em Maipú devido à cotação desfavorável no cambio do complexo Los Libertadores. Após um passeio pelo centro, fomos tomar um café no Macumba (con piernas porsupuesto) e nos dirigimos à rua Lira para comprar óleo de motor para as motos.

Durante a parte da tarde nos dedicamos à fazer revisão preventiva nas motos. Trocamos o óleo na garagem do Juan mesmo, lubrificamos as correntes, uma revisada geral em rodas, pneus e suspensão. Também foi necessário trocar a lâmpada da XT 660 pois estava queimada a baixa desde o dia que saímos de Mendoza.

Assim que caiu a noite começaram a chegar alguns amigos à casa de nosso anfitrião, todos convidados a compartilhar um bom cocimiento de mariscos. Esta receita leva vinho branco, frango e iguarias como picoroco, chorosapato, cholga, macha, almeja, pata de jaiva e ostras. Tudo cozido junto no vapor em uma grande panela abafada com folhas de repolho e panos. Novamente a conversa foi até tarde.

Hoje recebemos a notícia que o local do encontro será alterado porque a região da Araucanía, onde está localizada a cidade de Pucón, está sob estado de emergência por causa do grande acúmulo de neve. A notícia nos jornais locais é de que nevou neste período o esperado para alguns anos, existem muitas estradas cortadas, localidades com 1 m de neve na rua, os animais estão sofrendo e morrendo pois o pasto está inacessível e já falta alimentação para as pessoas em alguns locais. O terremoto branco, como chamam aqui os meios de comunição, está causando danos a cerca de 16 mil pessoas e atinge com mais força 9 cidades da região. O paso Pino Hachado, pelo qual retornaríamos, está com 2 m de neve e não ha previsão para liberação. Teremos que voltar por onde viemos, com direito a uma passadinha pelo Uruguai

O novo local escolhido foi Dichato, próximo a Concepción, onde foi registrado o epicentro do último grande terremoto e consequente tsunami em terras chilenas na data de 27 de fevereiro de 2010. Creio que será tão interessante quanto Pucón pois já havia passado na cidade aos pés do vulcão Villarica em uma viagem anterior e, como já havia pesquisado na web anteriormente, a região parece ser muito interessante.

Hoje, na volta pelo centro, visitamos na rua Londres número 38 um ex-centro de detenção, tortura e extermínio. Nesta casa, durante o período de 1973 a 1974, passaram mais de 2000 mil pessoas sequestradas pela ditadura militar, foram executadas ou "feitas desaparecer" 96 pessoas ( 63 militantes do MIR, 17 do partido comunista, 10 do partido socialista e 6 não eram militantes). O "Cuartel Yucatán" como foi chamado o centro pela agência de inteligência DINA, está aberto para visitação de terça-feira a sexta-feira no período das 10 às 13 horas e das 15 às 18 horas. www.londres38.cl

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.