Partimos às 6h30 e o frio e a densa neblina nos acompanharam pela Régis Bittencourt durante aproximadamente 100 km. Chegamos ao Hotel Ibis em Blumenau às 15h e descemos para ver a final do Campeonato Carioca pela TV,

Em nossa viagem de ida, optamos em deixar de lado a BR 101 (litoral) e buscar as estradas pelo interior dos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Seguindo para Urubici, o roteiro era de serras maravilhosas e onde placas de sinalização "GELO NA PISTA",

Chegamos a Gramado no final da tarde e usamos pela primeira vez os préstimos do GPS de última geração de um de nossos componentes, para chegar ao Hotel. Em virtude de alguns pequenos problemas em sua sintonia, quando estávamos a 20 m do local,

Cambará do Sul ainda não atrai tantos turistas como Gramado e Canela, mas cada vez mais olhares estão voltados para essa região. Por ser a cidade com mais cânions do Brasil – há um total de 60 na região – tem fama de ser um lugar místico.

Após o test-drive do dia anterior em direção ao Cânion Fortaleza, "quase" todos optaram por seguir de carro, mas eu havia decidido a seguir de moto. Saímos juntos e no caminho ainda conseguiram tirar fotos do gelo da noite anterior.

Saindo de Cambará, descemos a Rodovia do Sol, com vista maravilhosa da serra e com término na cidade de Torres, litoral gaúcho. Ali, retornávamos à BR-101, após vários dias viajando de moto pelas estradas interiorianas dos estados de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul.

Neste dia, pela primeira vez a viagem foi atribulada. Ao sair pela manhã, pegamos um movimento intenso na BR-101 além de densa neblina, no trecho entre Itajaí e Navegantes. Mais adiante, na Serra de Joinville, pegamos pesada tempestade e com neblina intensa,

Pegamos o roteiro das "Curvas das estradas de Santos" e seguimos sempre acompanhando o litoral e as serras. Região de beleza ímpar, ao final de inúmeras curvas, descortinam-se maravilhosas praias. Seguimos até Paraty, última cidade prevista em nosso passeio.

Como era o último dia da viagem, os grupos foram divididos. Ernesto e Imbiriba partiram cedo em direção a Niterói, Nepo partiu mais tarde em direção a Angra dos Reis, onde almoçaria com Guilherme, seu filho. Eu, Daniel e Valdecir partimos às 10:30h.