Entrar

De Vinhedo até a Basílica de Nossa Sra. Aparecida

  • Categoria: São Paulo
Viagem de moto de Vinhedo até a Basílica de Aparecida

Essa nossa história começou na véspera. Estava acontecendo em nossa cidade (Vinhedo) mais uma Festa da Uva, comidas, bebidas e show do João Neto e Frederico com entrada 0800. Com entrada grátis malandro, claro que nós estaríamos lá. Para quem quiser ir de moto até Vinhedo para a Festa da Uva é sempre em fevereiro pagando somente o estacionamento que é por volta de R$ 15,00 com guarda volume para o capacete e tem fácil acesso pela Rodovia Anhanguera, onde não é cobrado pedágio de motocicletas.

Nesse dia acabou o horário de verão e quando deu meia noite voltamos os relógios para 23 horas. Enfim, chegamos em casa meia noite de verdade rsrsrs. Então perguntei para a Val se ela estava muito cansada e, como toda mulher, ela não me disse sim ou não, mas me perguntou porque? Custa responder o que é perguntado? rsrsrs. Me veio a ideia de levantarmos às 5h30 para ir até Aparecida do Norte que fica somente a 250 km de distância. Ainda não tinha levado a Fazer 250 para ser abençoada e nem tinha ido lá agradecer ao fato de ter conseguido uma moto 0 km. E a doida disse que sim, então partimos às 6h15 da manhã com destino a Aparecida do Norte.

Chegamos a aparecida por volta das 9h30 porque paramos no Frango Assado da Rodovia Carvalho Pinto para um café da manhã e demoramos uns 40 minutos ( estávamos sem pressa nesse dia rss ). Alias é sempre bom informar que as Rodovias Dom pedro, Carvalho Pinto e Dutra são uma delicia para pilotar. Pena que existam muitos pedágios e caros para moto, diga-se de passagem.

Conseguimos assistir à missa das 10 horas da manhã, linda como sempre a missa em Aparecida. Depois fomos turistar. Visitamos todas as dependências da Basílica e deixamos por ultimo a torre de 20 andares com um museu no 2º andar, onde é proíbido tirar fotos. Não temos nenhuma, mas vale a pena a visita. Depois fomos até a feirinha, afinal estava com uma mulher, né galera? Alguém ai achou que iria passar em branco o fator compras? rsrsrs.

Como já passava da hora do almoço fomos até o shopping para almoçar e descansar um pouco. Depois juntaram a barriga cheia, o sol e o fato de termos dormido menos de 5 horas na noite anterior e o resultado foi um mega cansaço. Com isso, deixamos de ir até o centro velho e à igreja velha de Aparecida. Resolvemos ir até o porto próximo ao local onde encontraram a imagem de Nossa Sra. Aparecida, padroeira desse nosso lindo Brasil.

Voltamos para casa cansados, mas com a alma leve por termos ido àquele lugar sagrado e por termos aproveitado um lindo dia de domingo para uma mototerapia e contra o stress do dia-a-dia. Realmente uma viagem que valeu a pena, apesar dos pedágios caros. Aparecida é um lugar único para quem tem Fé.

E para terminar o dia, um show na faixa do Marcos e Belutti na Festa da Uva.

Um abraço a todos e até os próximos quilômetros rodados.

  • Distância percorrida: 500 km
  • Duração da viagem: bate e volta de domingo
  • Rodovias percorridas: Dom Pedro, Carvalho Pinto e Presidente Dutra ( Todas rodovias com pedágios para motos, inclusive chegando a Aparecida um dos pedágios mais caros que já paguei, passando de R$ 5,00 )
  • Moto: Yamaha Fazer 250 Blue Flex 14/15

Comentários (0)

Não existem comentários postados aqui ainda.

Deixar seu comentário

Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização