E aí amigos do viagemdemoto.com, saudações motociclísticas! Conforme combinado em meu último artigo, irei falar sobre dois itens importantes para uma viagem confortável e segura: o assento em gel e a escolha dos pneus.

Bom, primeiro vamos falar do assento em gel, item que conheci ano passado quando fiz a viagem ao Atacama. Na época estava à procura de maior conforto para a XRE 300. Fui em busca de várias opções e por uma questão de custo benefício optei pelos assentos fabricados por uma empresa do sul do país, a Rubbergel. Fiz a compra online e em menos de sete dias recebi a mercadoria. Como o resultado foi muito satisfatório, para a viagem deste ano resolvi adquirir os assentos da mesma empresa novamente, uma vez que estou com outro modelo de moto. Com um sistema bem simples de fixação, os assentos podem ser usados apenas quando você for fazer alguma viagem. E o melhor: se trocar a moto por outra do mesmo modelo, ainda poderá usar o assento, que às vezes até encaixa em outros bancos e modelos, mais aí só testando para saber. Para melhor compreensão, fiz um quadro explicativo abaixo:

Assento em gel

Outro item de extrema importância para uma viagem segura são os pneus. Para a V-Strom há no mercado boas opções com pouca variação de preço. Atualmente tenho dois pneus de marcas diferentes na moto e não sinto tanta segurança na hora de fazer curvas, mesmo em média velocidade. Também percebo certa inconsistência devido à falta de aderência em pistas com chuva. Pesquisando muito e falando com amigos que já usaram e usam este pneu, optei pelo Michelin Anakee II. Trata-se de um pneu com um desenho muito bem elaborado para as mais diversas situações, principalmente chuva e rípio.

Porém a Michelin está substituindo o modelo II pelo III, então já foi muito difícil achar um par nas lojas especializadas. Esse novo modelo ainda não está agradando os amigos motociclistas, pois seu desenho mudou e isso tirou um pouco a confiança da compra. Todavia, o mais importante é pesquisar muito, testar e ver com qual pneu você melhor se adapta. No meu caso, estou sendo mais tradicionalista e optei por um modelo mais conhecido. Assim que eu trocar e começar a usar o Anakee II, vou compartilhar a experiência com vocês.

Pneus para moto

Bom amigos, espero que tenham gostado desse post e que eu tenha ajudado a esclarecer algumas dúvidas para aqueles que pretendem cair na estrada com conforto e segurança.

Semana que vem vou falar sobre o que é verdade e o que é mito acerca da documentação necessária para uma viagem pela América do Sul.

Lembrem-se: a moto não coloca sua vida em risco, é você que o faz. Pilote com cautela.

Rodrigo Fernandes & Érika Fernandes
Apoio: Rubbergel