Sou recebido com simpatia e nem dão conta do papel do seguro caducado. Nessa noite, peço para Portugal que me enviem foto do documento em dia, para o celular. Com ela tentarei entrar na Turquia. Como está combinado receber o passaporte em Istambul, com ele virá a apólice. Tudo viria a correr bem.

Já bem tarde, acabo por parar numa vila grega com um pequeno hotel. Nele celebrava-se um casamento. E se aquela gente canta e dança… o melhor programa para um viajante extenuado e desesperado por uma cama. A sua simpatia vence e não resisto a passar umas horas com eles. Só não cantei nem dancei.

O dia seguinte é de passagem para a Turquia e chegada a Istambul, lamentando a falta de tempo para explorar a bonita costa grega.

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.