A demora em sair de Punta Arenas foi porque precisávamos comprar um acessório imprescindível para quem viaja de moto por essas bandas. Esse acessório chama-se Protetor de Punho. Ele é muito útil para não deixar a mão congelar, pois bloqueia a entrada de vento, por isso recomendo a quem vier passear de moto por aqui não esquecer esse acessório, pois mesmo com luva térmica, o vento gelado insiste em endurecer as mãos.

Meus amigos, na saída da cidade Chilena, pegamos um vento tão forte que achávamos que não iríamos conseguir. O vento pegava por baixo e as motos balançavam tanto que às vezes eu temia que a frente fosse escorregar. Foi a maior ventania até então. Não quero pegar outra nem de graça, quanto mais ela comendo vorazmente o pneu traseiro da Midnight. O pneu traseiro Bridgestone 180-70-16 só durou 10.000 km, o dianteiro está inteirão.

Chegamos a Puerto Natales, cidade pequena, mas aconchegante. De acordo com o nosso guia, instrutor de pilotagem, intérprete, geógrafo (nos ensinou tudo: o que é uma baía, um estuário, um glaciar, um cabo, um canal, um mar, etc.) esta cidade é pequena, mas tem toda a infra estrutura para os turistas que vão ao Parque Nacional Torres Del Paine.

De fato, encontramos um Hostal bem no centro da cidade, cujos proprietários nos deram tanta atenção que nos deixaram constrangidos (no bom sentido, é claro).

Saída de Punta Arenas-Chile para Puerto Natales- Chile 11h30min – 350 km - Duração do trecho: 7 horas

Combustível: R$ 70,00
Alimentação: R$ 120,00
Hospedagem: R$ 120,00
Manutenção: R$ 25,00 (lavação da moto)
Diversos: R$ 60,00
Total: R$ 395,00

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Motos Adventure - expedição de moto pelo mundo

Livro sobre viagem de moto até o Atacama