Entrar

9º dia - San Pedro de Atacama - Caldera

  • Categoria: PHDs do gelo

Atacama 59

Após dois dias sem rodar, colocamos novamente as Harleys na estrada. Saímos às 7h30min manhã de San Pedro de Atacama com bastante frio. Fomos com nossas motos em direção a Calama, importante cidade do norte do Chile, onde existe a maior mina de cobre do mundo. Na paisagem, apenas a vasta beleza das montanhas do deserto.

A princípio subimos novamente a quase 4 mil metros e o frio veio forte. Desta vez eu e o Alberto estávamos com as mãos mais preparadas: luvas cirúrgicas por baixo + segunda pele de mao + luva de borracha por cima (aquela do tipo de cozinha) nos protegeram bem desta vez.

Estrada muito boa o tempo todo. Até Calama foram 100 km e lá pegamos a estrada em direção a Antofagasta, outra importante cidade chilena banhada pelo Oceano Pacífico. Foi emocionante a chegada na cidade e o visual do oceano. Lá tivemos mais noção do nosso feito! Sentimos um misto de emoção com sensacao de superação. Foi bem legal. Paramos as motos e fomos molhar as mãos no Pacífico.

Passamos na escultura "Mano del Desierto", local obrigatório desta viagem de moto, onde tiramos diversas fotos.

Abastecemos no posto Petrobras, aliás um dos mais comuns aqui, comemos um McDonalds e pegamos estrada em direção a Caldera. Foram quase 500 km de muito deserto. Desta vez o terreno ficava cada vez mais árido e as montanhas mais ao fundo a leste.

Nossos narizes e lábios estavam um desastre. Parecia que havia pedras do deserto dentro do meu (rs) que, assim como do Alberto e do Max, saia muito sangue.

Íamos abastecendo a cada 200 km percorridos mais ou menos, controlando sempre pelo GPS e pelas dicas dos frentistas (mais importantes que as informações do GPS).

Percorremos os últimos 100 km na costa do Pacífico. Entramos por uma cidade chamada Chañaral e, por sorte, pegamos um dia lindo e ao pôr do sol. Foi uma das paisagens mais bonitas que vimos. O litoral é cheio de montanhas e escarpas rochosas. Isto combinado com um céu azul, pôr do sol e mar ficou show!!

Pegamos um pouco de noite e chegamos na fria Caldera, uma cidade banhada pelo mar e com cerca de 30 mil habitantes. Batemos em dois hotéis e não havia vaga. Conseguimos no terceiro, já preocupados devido ao frio.

Comemos um lanche com vinho na praça e fomos dormir. Amanhã iremos bater 940 km até santiago.

As fotos são em Antofogasta e do Alberto e Max arrumando as motos pela manhã em San Pedro de Atacama.

Comentários (4)

  1. Dinho Sprenger

Tive o prazer de compartilhar deste texto, muito bem elaborado, de extremo bom gosto e farto material de apoio. Não poderia deixar de agradecer pois alem da grande distração certamente servira de referencia futura e catalizador para novas aventuras. Parabens ao Grupo pela viagem.

  1. Pedro Rocha de Miranda    Dinho Sprenger

Agradeço o comentário Dinho! Obrigado pelas palavras e te falo uma coisa, a viagem foi melhor do que o que tá escrito. Um abraço
Pedro

  1. VICENTE

ESTOU QUERENDO FAZER ESTA VIAGEM COM MINHA ESPOSA, MAS, DE CARRO, QUERIA ALGUMAS DICAS, SOBRE RESTAURANTES, HOTEIS E DOCUMENTOS, OBRIGADO

  1. Pedro Rocha de Miranda    VICENTE

Vicente, da pra ir tranquilo. Tenha um bom GPS a mãos e um planejamento que serve como guia. Tenho toda uma lista de hoteis pelo Booking.com que eu fiz na etapa de treinamento. Entretanto, a maioria exigia pagamento antecipado de parte do valor para a reserva. Como eu estava "por conta" e havia a chance de alterações de programação, acabei não reservando nenhum. Era época de baixa logicamente, e era muito simples escolher hotel. E eu negociava os preços e SEMPRE baixavam muito!! Pois como você chega no final da tarde, ou eles te vendem a diária ou não ganham nada.

Geralmente eu chegava na cidade, me encaminhava ao centro e/ou região turística e la pegava pelo GPS os hotéis próximos. Sempre funcionou bem!

Quanto aos restaurantes a noite, sempre pegava as dicas no hotel. Eram sempre boas. Íamos em restaurantes bons. Nao íamos nos grandes gourmet e caros da vida. Confesso que não anotei os nomes dos restaurantes e tao pouco me preocupei com isso. Realmente deveria te-lo feito.

Mas para não ficar sem nenhuma dica, caso vá a Posadas (ARG), va no restaurante La Querencia comer uma Parrilada. La procure por um simpático garcon Uruguaio chamado Jorge (manja tudo de vinhos sulamericanos). Ha fotos nossa com ele no relato de Posadas (veja la). Segue abaixo link para encontrar este restaurante. Fica em um linda praca em Posadas e, como tudo em respeito de comida na Argentina, não e caro!

https://www.google.com.br/maps/place/La+Querencia/@-27.366869,-55.894272,2a,90y,90t/data=!3m5!1e2!3m3!1s5811266!2e1!3e10!4m6!1m3!3m2!1s0x0:0x4a995ace7e04ed4b!2sCanciller!3m1!1s0x0:0xcf594f25571b678!6m1!1e1

Se quiser minha planilha de controle em excel para ter referencias de hotéis de cada cidade, passe-me seu email para que possa te enviar, Aqui não consigo anexar arquivos (ou pelo menos não encontrei como).

Sds,

Pedro

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização