De Jaci-Paraná (RO) até Epitaciolândia (AC), foram 590 km. Pegamos um pouco de chuva e um pequeno trecho de estrada ruim, coisa que não tínhamos visto até então.

Duas coisas nos chamaram bastante a atenção nesse dia. Uma, positiva, a travessia do Rio Madeira. É um rio fantástico, maravilhoso. Ainda não há ponte para atravessá-lo. Ela está sendo construída um pouco abaixo do local da travessia da balsa. São 1.200 metros de largura, segundo informações do balseiro, e leva quase 30 min para atravessar. Rio caudaloso, e águas limpas e com a mata ciliar bem conservada. Fiquei imaginando como seria pescar ali, e lembrei-me do meu pai, pescador de carteirinha. Foi onde encontramos um comboio de caminhões do valoroso Exército Brasileiro, que estavam levando doações para os desabrigados que sofriam com as enchentes em Rio Branco, capital do Acre. Aí vimos a face do “Braço Forte, mão amiga”, da nossa grande força nacional.

Viagem de moto Rondônia e Acre
Rio Madeira – RO/AC

Viagem de moto Rondônia e Acre
Travessia de balsa

Viagem de moto Rondônia e Acre
Fundações da nova ponte no Rio Madeira – RO/AC

O fato negativo que nos entristeceu nesse dia foi a destruição provocada pelas enchentes nas cidades de Epitaciolândia e Brasiléia, divididas somente pelo Rio Acre. Juntamente com Cobija, no lado da Bolívia, formam praticamente uma só cidade. Vimos as marcas da enchente na cidade. As ruas enlameadas e as máquinas da prefeitura recolhendo tanta coisa perdida, colocada nas ruas pelos humildes moradores. Eram TVs, ventiladores, sofás, geladeiras e todo tipo de móveis, que eram jogados nos caminhões para irem para o lixo. Ouvimos os relatos de lojas, casas e até postos de combustíveis, que ficaram totalmente submersos pela água. Ficamos com muita pena daquele povo.

No dia seguinte atrasamos um pouco a saída, pois tivemos que dar uma ducha nas motos. O que não tinha sujado até ali, enlameou tudo nas ruas da cidade e ficou “sem condição de uso”.

Viagem de moto Rondônia e Acre
Barro nas ruas de Brasileia (AC)

Não passamos por Rio Branco, capital do Acre, pois as notícias eram de que a cidade estava com uma grande parte alagada, inclusive com algumas pontes interditadas. Temendo a dificuldade na travessia, fizemos a anel viário diretamente para Senador Guiomard.

Viagem de moto Rondônia e Acre
Trecho quinto dia

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Motos Adventure - expedição de moto pelo mundo

Livro sobre viagem de moto até o Atacama