Primeiro voo dos Patos Selvagens

"Se quer ir rápido, vá sozinho. Se quer ir longe, vá em grupo."
Provérbio Africano

Às vezes, as coisas na vida acontecem mais rápido que se espera. Nesse caso, foi uma grata surpresa. Conforme falei na matéria sobre minha viagem de moto ao Uruguai – veja relato De Patos de Minas a Montevidéu sobre duas rodas - feita em março/2013, esperava fazer essa nova viagem em uns três anos. Como eu e meu irmão Rogério começamos o planejamento e os esforços com bastante antecedência, conseguimos cumprir o plano em dois.

Desta vez o nosso objetivo era bem maior e mais complexo. A nossa viajem de moto seria de aproximadamente 10.000km. Iríamos ao Peru, Chile e Argentina para conhecer a Cordilheira dos Andes, Machu Picchu, Lago Titicaca e o Deserto Atacama. Tenho outros dois irmãos que curtem e possuem moto também, mas infelizmente não foi possível para eles irem conosco.

Tivemos uma grande ajuda de outros dois grupos de Patos com sugestões de roteiro e muitas outras informações. Um deles foi o grupo do Geraldinho (Contador). Nós fizemos praticamente o mesmo roteiro que ele fez no início de 2013, relatado no blog do Geraldinho. Desde já agradecemos a ele e ao Marcezo, pelas informações.

Durante o planejamento, dois primos – José Maurício e Douglas, que também são irmãos e moram em Belo Horizonte, ficaram interessados em ir conosco. Sabendo também do gosto que eles têm pelas motos, aceitamos prontamente e começamos a interagir mais. Fizemos uma reunião em Patos de Minas e decidimos a data aproximada da saída, e por iniciativa do Douglas, fundamos o nosso moto grupo e criamos um blog. O nosso moto grupo, por consenso iria se chamar “Patos Selvagens”, por analogia à nossa cidade de origem – Patos de Minas, e pelo nosso espírito. Fazemos grandes jornadas, em bando e em grande algazarra. Daí surgiu também o nome de nosso blog: patosselvagens.blogspot.com.br, Convido os caros leitores interessados a fazerem uma visita ao blog, para mais detalhes.

Como essa seria uma aventura mais “pesada” para nós, tínhamos que nos preparar melhor também. Eu e o Rogério começamos um condicionamento físico com cerca de seis meses de antecedência, fizemos visitas ao oftalmologista e ao dentista e colocamos o cartão de vacinação em dia - estar com plena saúde é importante. E fizemos umas economias forçadas também.

Depois da preparação final (compra de dólares e alguns equipamentos que faltavam, mapas no GPS, revisão da moto, etc), saímos dia 28 de fevereiro de 2015.

Deixar seu comentário

Postar comentário sem fazer login

0 / 2000 Restrição de Caracter
Seu texto deve conter 5-2000 caracteres
Seu comentário será enviado para moderação pelo administrador.
  • Nenhum comentário encontrado