Entrar

Odisseia para o Fim do Mundo

O dia mais perigoso

Viagem de moto Ushuaia

13º dia - Ushuaia (ARG) – Rio Gallegos (ARG) - 580 km

Disse ao gerente do hotel em Ushuaia que sairia cedo, por volta das 7 horas da manhã para retornar ao continente. Em Tolhuin o vento começou a dar as caras de que o dia seria tenso. Com ventos patagônicos extremos, a 120 km/h de frente, a moto não conseguia ficar reta e a cada caminhão que eu cruzava era como levar um soco no capacete.

A queda da moto

Viagem de moto Ushuaia

14º dia - Rio Gallegos (ARG) – Comodoro Rivadavia (ARG) - 780 km

Era o segundo dia de retorno de Ushuaia. Acordei cedo e fui seguindo minha viagem de moto, preocupado com o consumo de combustível. Mas notei que tinha voltado ao normal (terei um problema).

Caos da injeção

15º dia - Comodoro Rivadavia (ARG) – Bahia Blanca (ARG) - 1100 Km

Esse dia seria chato, mas saí cedo da cidade, já abastecido. Notei que subindo pela Ruta 3 a Ténéré perdeu potência e eu imaginei que poderia ser por causa do vento. Em Aca Garayalde já estava na reserva com apenas 160 km rodados (problema grave). Imaginei que fosse nafta batizada e que agora iria melhorar.

Que nada, foi a mesma coisa até o próximo posto. Abasteci em Trelew na reserva, mas a duvida ainda pairava: o que fazer para resolver? Nos quilômetros adiante eu tentei imaginar soluções e lembrar o que eu li e de como funcionava a injeção eletrônica da moto.

Na capital da “Europa sul-americana?"

Viagem de moto Ushuaia

16º dia - Bahia Blanca (ARG) – Buenos Aires (ARG) - 690 Km

Na pressa de sair cedo, acabei por esquecer minha pasta de dentes no banheiro, mas fui. A Ruta 3 é pouco usada, mas é boa. O pneu da minha moto é que não aguentava mais, mas continuei viagem. Cheguei a Buenos Aires, onde tive que pagar três pedágios para entrar na cidade (moto paga pedágio na capital). Eram 15 horas.

Viagem de moto pela Argentina

O dia da propina

17º dia - Buenos Aires (ARG) – Uruguaiana (BRA) - 675 km

Saí debaixo de chuva, mas estava calor. O GPS não ajudava, porém seguia em frente. Na Ruta 12, que depois vira 14, eu cometi o erro de chamar a atenção. Meu farol auxiliar tinha se desconectado e para verificar se as lâmpadas estavam funcionando, liguei o farol alto e baixo e o lampejador (ai que me notaram). Estava em um ponte longa e não acreditei que me veriam de tamanha distância ou sequer imaginava os policiais observando a ponte a uns 2 km de distância.

Viagem de moto pelo Brasil

Profissional de enduro?

18º dia - Uruguaiana (BRA) – Colombo (BRA) - 1118 km

Só fiz um trajeto tão longo neste dia porque me senti bem para fazê-lo. Por volta das 22 horas, depois de ter percorrido 12.138 km de estradas do Brasil, Argentina e Chile, as icônicas Carretera Austral, Rutas 3 e 40 e conhecido Ushuaia na Terra do Fogo, extremo sul do Continente Americano com uma Yamaha Ténéré 250cc, cheguei em casa são e salvo.