Dupla de aventureiros tem de pagar pedágio para índios

Os dois empresários francanos Paulo César de Paula Souza, 49, e Milton Portieri Maciel, 32, que partiram há duas semanas para uma viagem de moto de 10 mil quilômetros pelo Norte do país, tiveram que pagar um "pedágio" na semana passada, para os índios da tribo Jamanchim, antes de adentrarem na Estrada do Estanho, no Pará. O trecho de 490 quilômetros é considerado um dos mais difíceis da aventura da dupla. Depois de desembolsarem R$ 10 cada um, eles foram autorizados a percorrer a estrada de terra, areia e muitos buracos. A travessia durou 15 horas.

No percurso, disseram que não viram "nenhuma alma viva". Segundo Mílton, a estrada é cheia de perigos, mas isso não os intimidou. "Se fôssemos escutar os conselhos de pessoas da região, não teríamos feito a viagem, pois eles morrem de medo dela por ser uma estrada abandonada e rota de assaltantes e assassinos de aluguel. Mas mesmo assim resolvemos seguir o objetivo e completar a missão de atravessar este local tão pouco desbravado." A estrada termina na cidade de Colniza, já no Mato Grosso.

Os dois amigos partiram de Franca há duas semanas com o desejo de atravessar um trecho de 1,8 mil km da rodovia Transamazônica (BR 230), percorrer a BR 319, que está interditada há 21 anos pelo Exército e que separa Manaus de Porto Velho, além da Estrada do Estanho. O objetivo, agora quase todo cumprido, era ser a única dupla sobre duas rodas a vencer o desafio nessas estradas do Norte.

Nesta semana, eles rumam para a Alta Floresta, sentido Xingu, onde iniciam a viagem de volta a Franca.

Para enfrentar o desafio, Paulo, o Paulinho Turuna, e Milton adaptaram suas motos de 250 cilindradas da Yamaha, uma Lander e uma Ténéré, que custaram R$ 12,5 mil e R$ 13 mil, respectivamente. A modificação de cada moto e a compra de equipamentos representou um custo extra de aproximadamente R$ 3 mil.

Fonte: www.seuplaneta.com.br

Deixar seu comentário

Postar comentário sem fazer login

0 / 2000 Restrição de Caracter
Seu texto deve conter 5-2000 caracteres
  • Nenhum comentário encontrado

Conteúdo relacionado - Viagens pelo Brasil