Acordei cedo, tomei café e aproveitei para levar algumas bagagens leves até o barco, que já estava ancorado no porto que ficava a umas seis quadras do hotel. Fui e voltei a pé para me exercitar um pouco.

Voltei para o hotel perto do horário combinado, fechei minha conta, peguei o resto das minhas bagagens e aguardamos o táxi que iria nos levar ate o porto, pois agora sobraram as bagagens pesadas.

Chegamos às 11h30. Às 12 horas saímos do porto e fomos até um outro, para carregar mais 4 carros no barco. No máximo em 30 minutos já estávamos novamente navegando no Rio Amazonas.

Mesmo alugando uma cabine, compramos 2 redes, para ficarmos juntos dos outros amigos conversando.

O dia passou rápido, sempre conversando com muitas pessoas diferentes. No barco estávamos nós três paranaenses, três gaúchos que também atravessaram a BR-319 e agora iriam descer pela BR-163 como nós e o Michelle, o italiano. Além deles conhecemos um Paraense que, após quatro meses, estava voltando pra casa em Santarém e um francês que estava viajando há um ano desde o Alaska, de ônibus.

Jantamos por volta das 18h30 e fomos dormir por volta das 22 horas.

Jantar R$ 10,00

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.