De Vitória a Fortaleza pelo litoral

Uma viagem de moto entre Vitória (ES) e Fortaleza (CE) passando pelo litoral nordestino. Uma grande viagem feita pelo casal Fábio e May com sua Suzuki GSX 650F.

De Vitória a Fortaleza pelo litoral

Em meados de abril/maio de 2013, tivemos a informação que o padrinho da minha noiva assumiria o Circulo Militar de Fortaleza (CE). Militar de carreira, ele vive naquele sofrimento de morar dois anos em cada lugar. Quando recebi a notícia da então noiva e hoje esposa, falei meio que em tom de brincadeira. “May, porque a gente não vai à passagem de comando de moto?”. Apesar dela já ter feito algumas viagens dentro do sudeste com o pai e depois comigo (dei sorte, filha de motociclista já estava acostumada a ser garupa quando a conheci), nunca tinha feito uma viagem com tanta duração.

Dia 01: Vitória - Itacaré

Como era o primeiro dia e estávamos descansados, fiz a opção de rodar uma distância maior. Acertei nesse ponto. Saímos no dia 06/01 por volta de seis da manhã. A moto já estava pronta e abastecida, era só ligar e partir pra estrada. Tempo e temperatura favoráveis, liguei o GPS, mesmo já sabendo o caminho até o destino do dia pra testar a eletrônica.

Dia 02: Itacaré

Optamos por conhecer as praias do centro de Itacaré, praia do Resende, tiririca, da costa e da ribeira, essa ultima com alguns quiosques e uma tirolesa. Almoçamos ou quase jantamos, no final de tarde na praia do concha, no lado oposto, em frente ao farol de Itacaré.

Dia 03: Itacaré

A ideia era fazer mergulho na praia de Taipú de Fora na Península de Maraú, mas as condições de lua e maré não permitiram. Então resolvemos seguir para itacarezinho, uma praia que tem o acesso dentro de uma fazenda. Ou desce à pé cerca de 4 km ou paga. Paguei na hora. Fui com a moto pela estradinha de calçamento, que desce pela encosta e conta com alguns mirantes.

Dia 04: Itacaré

Realmente o mar não queria visitantes em taipú e não tinha condições novamente. Recomendo esse passeio, mergulho raso +/- 3 metros numa barreira de coral a 100, 200 metros da praia. Fiz esse numa viagem pra lá de Twister 250cc em 2006.

Dia 05: Itacaré - Aracaju

Tudo pronto, tomamos café e voltamos ao quarto pra colocar os equipamentos. De repente uma tempestade! O clima da costa do cacau tem essas coisas, virou de uma hora pra outra. O dono da pousada, surfista e bom conhecedor do clima local, disse “só vai parar na hora do almoço”. Olhei pra madame e ela já tava no quarto esperando a chuvarada passar.

Dia 06: Aracaju

Ficamos em Aracaju para curtir a praia e as inúmeras atrações do calçadão, incluindo o oceanário, parada obrigatória quando se tem uma noiva bióloga.

Dia 07: Aracaju - Porto de Galinhas

Voltando ao que interessa, vamos pra estrada. Peguei a BR 101 de volta, pra mim o pior trecho. Muita obra para duplicação sendo feita, daquelas que tem 100 anos que está sendo executada e nunca fica pronta. Buracos intermináveis, daqueles que a criançada fica na beira da estrada pra tapar com pá de terra e receber alguns trocados.

Dia 08: Recife e Olinda

Resolvi levar a May pra conhecer Recife e Olinda, que conheci no final dos anos 90, de avião. Roteiro clássico de turista na Praia da Boa Viagem, que é linda, mas tem tubarão e cheia de placas pra não entrar na Água.

Dia 09: Maragogi

Fomos mergulhar em Maragogi (AL). Apesar de ficar em Alagoas, é mais perto de Porto de Galinhas que de Maceió. Se você gosta de mergulho, mesmo que seja aqueles de superfície, eu recomendo esse porque a profundidade não chega a 4 metros. Eles vendem o mergulho de cilindro, mas acho que nesse caso não compensa. Você não pode deixar de fazer essa escala.

Conteúdo relacionado - Viagens pelo Brasil