Na pousada em Paulo Afonso, fui me informar sobre a visitação da hidrelétrica e me disseram que teria que pagar uma taxa de R$ 50,00 por cerca de 40 minutos de visita. Decidi então por não fazer a visita e aproveitar o tempo e a grana em gasolina pra rodar, indo em direção ao município de Tucano pela BR-110, sem duplicação e com longas retas intermináveis e, em seguida, pegando a BR-116, rodovia em fase de duplicação e com alguns pontos de paradas.

Passando por Feira de Santana o trânsito estava um pouco bagunçado por causas de algumas interdições e devido às festividades de São João.

Viagem de moto pelo Nordeste do Brasil

Saindo do perímetro urbano, a rodovia continuava com suas retas intermináveis, até que de repente tudo mudou e, nas proximidades do município de Itatim, Bahia, a paisagem mudou completamente, com enormes montanhas rochosas que, em minha opinião, até o momento era o trecho de rodovia com a mais bela paisagem que eu já tinha visto, recompensando a não visita à hidrelétrica de Paulo Afonso.

Viagem de moto pelo Nordeste do Brasil

Alguns quilômetros depois estava em Milagres, um pequeno município encravado em rochas, um lugar fantástico que parecia até cena de filme, onde então terminei o dia.

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.