Leis Inócuas, Orientações duvidosas

Pelo visto o Contran não sabe legislar e Detran não sabe fiscalizar nem orientar motoprofissionais. Resultado: Confusão e caos no trânsito do RJ.

Isso foi o que pude entender do Editorial publicado no jornal O Dia de 28/07/2012, onde uma das frases menos cáusticas que li foi: "Há um incompreensível despreparo no Detran às vésperas da vigência da determinação do Conselho Nacional de Trânsito".

Desse fato compreendi ser uma covardia o que está sendo feito contra esses motoprofissionais e também com os amadores do transporte com motos, mediante essa e outras leis federais que não têm cabimento. E se isso acontece é porque os autores dessas e de outras leis não são motociclistas e muito menos estão sendo orientados por motociclistas experientes e estudiosos de trânsito nas modalidades profissional e amadora.

Isto posto, o Contran e o Detran têm obrigação de tomar imediatas providências e valerem-se de motociclistas experientes e sensíveis das necessidades dos motociclistas por ser essa uma nova realidade, haja vista o crescimento geométrico da categoria.

Dentre as aberrações que li no referido jornal, 25 mil motoprofissionais já deveriam ter feito 30 horas de treinamento e de terem comprado outros novos equipamentos. Resultado: ainda não fizeram o treinamento porque o Detran não está preparado para fiscalizar; os equipamentos ainda não foram comprados pelos motoprofissionais devido ao seu alto custo; e alguns deles são tão perigosos, que até podem ser prejudiciais como é o caso do mata-cachorro, que via de regra num tombo fratura perna ou pé do condutor da moto onde ele está instalado.

Os motoprofissionais também alegam perda de tempo e desperdício de dinheiro para cumprirem exigências inócuas e até prejudiciais (acima comentada), obrigando-os a trabalharem mais a fim de conseguirem dinheiro para essas despesas inúteis e perigosas. Está aí, para que todos vejam, uma verdadeira realidade do Samba do crioulo doido, do famoso Sérgio Porto, compositor e jornalista. E para quem ainda não conhece esse samba e passar a saber da sua letra, irá notar estar o Contran x Detran encaixado dentro dele.

Porém uma coisa é certa e faço aqui um alerta: se não houver educação de base, lei nenhuma consertará o desrespeito e o caos no trânsito. Razão de já ter publicado em algumas revistas de motociclismo, que seja criado curso de educação no trânsito para pedestres e condutores. Seria de rápida implantação e teria custo baixíssimo, porque cursos como capoeira, canto, e outros que já são ministrados nas escolas públicas, poderia ser dentre eles arranjado um tempo para as aulas de educação no trânsito.

Esse curso seria extensivo a todos os condutores, sejam motociclistas como também motoristas, inclusive pedestres. E isso será fundamental porque, nessa tenra idade, crianças recebendo essa semente, mais tarde quando frutificar, produzirá excelentes resultados, beneficiando a atual e as próximas gerações.

E por estarmos em época de eleições, apresentei essa sugestão a alguns candidatos aqui no Rio, mas o problema é que esse tipo de política infelizmente não dá voto. Assim sendo...

Mas tenham todos a certeza: se implantada essa medida, dentro em breve teremos hospitais vazios; macas e médicos disponíveis; economia de dinheiro e medicamentos; famílias felizes com seus entes queridos incólumes; e por passar a ter pessoas educadas num trânsito ordeiro e totalmente tranqüilo, todos nós viveremos melhor.

Sejam pedestres, motoristas e os caros amigos motociclistas.

E enfatizo: Quem lançar esse projeto será imediatamente copiado por muitos outros.

Motociclistas Invencíveis
João Cruz

Deixar seu comentário

Postar comentário sem fazer login

0 / 2000 Restrição de Caracter
Seu texto deve conter 5-2000 caracteres
  • Nenhum comentário encontrado

Conteúdo relacionado - Artigos