Entrar

Santo Tomé a Rio do Sul - SC

4o Dia - A chegada em casa.
De Santo Tomé a Rio do Sul - SC - 863 Km
Consumo médio do dia 1 lt. a cada 18,50 km

Viagem de moto ao Atacama 7O caminho era o mesmo da ida. Eram 07h45 e estava já na aduana. Ali troquei os pesos sobrantes por reais e conferido os papéis do lado argentino, de nosso lado eram 08h45 da manhã e de novo ninguém, nem ao menos para dar uma olhada em quem entra ou sai do Brasil...

No trevo de Ijuí, a PRF estava com radar fiscalizando. Após Panambi, grossas nuvens trouxeram a chuva e o frio. Por 3 horas rodei assim, com uma parada em Passo Fundo (gasolina, café e um pastel). Por sorte, a chuva veio no trecho pedagiado, com bom asfalto. Havia deixado os forros da calça e jaqueta com o casal do ônibus, num segundo encontro em Joaquim Gonzalez...

Após Lages - SC, na descida para o Alto Vale do Itajaí, na BR-470, veio forte neblina, uma garoa leve e depois a escuridão da serra, trazendo condições de muito perigo na pilotagem da moto. O trânsito estava infernal como sempre, era sexta –feira e com muitos caminhões nos dois sentidos. Para quem não conhece, este trecho que vai da BR-116 até a BR-101 em SC, estatisticamente é considerada a segunda mais perigosa e letal rodovia do pais... Não tem nem como parar, pois a primeira cidade, Pouso Redondo, já está só a 30 km de casa...

Às 21 horas, estava chegando ao portão de casa ! Cansado mas feliz.

Concluída a viagem, ficou uma tremenda lição de pilotagem vivida e de satisfação geral, que vai durar para sempre. Fiz tudo certo, pilotando sem erros, curtindo todos os momentos, na moto ou passeando, por 5.331 km.

A moto e as roupas ficaram lastimáveis pela chuva, insetos, terra, ventos de poeira e do piche dos consertos de asfalto pelo caminho. Sem dúvida, me proporcionei um belo presente de aniversário pelos meus 48 anos (Novembro).

Agradeço ao Senhor pela companhia ao longo do caminho e pelo apoio e compreensão da esposa Angelita. Também pela inspiração de outros motoviajantes que fizeram o trecho. Foi muito bom passar pelos inúmeros locais de relatos de outras viagens, ver seus adesivos colados nos postos e conversar pelo caminho.

No total, considerando hotel, comidas, gasolina, passeios e algumas lembranças e compras de mercado, gastei por volta de R$ 2.300. É uma viagem acessível a todos que desejarem conhecer outros lugares, lindas paisagens, desafiantes estradas de montanha e também conhecer melhor a si mesmo. Andar de moto proporciona tudo isto.

Comentários (3)

  1. Duilio Santos

olá, pretendo ir em dez de 2016 com uma bandit também ... pode me dar umas dicas do que levar? endereços de hoteis ou dos restaurantes?

pode me mandar por email?

abraço

Duilio

jhol_duilio@hotmail.com

  1. Rômulo Provetti    Duilio Santos

Prezado Jhol_Duilio, dê uma lida nestes artigos abaixo que você encontrará informações sobre o que levar e como planejar uma viagem de moto:

O que é necessário levar na bagagem?

Passo a passo para o planejamento de uma viagem de moto

Planilhas para o planejamento de uma viagem de moto

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização